Introdução ao Azure Functions

O Azure Functions é uma solução sem servidor que permite que você escreva menos código, mantenha menos infraestrutura e economize nos custos. Em vez de se preocupar com a implantação e manutenção de servidores, a infraestrutura de nuvem fornece todos os recursos atualizados necessários para manter seus aplicativos em execução.

Você se concentra nas partes do código mais importantes para você e o Azure Functions lida com o restante.

Muitas vezes, criamos sistemas para reagir a uma série de eventos críticos. Se você estiver criando uma API Web, respondendo a alterações no banco de dados, processando fluxos IoT ou até mesmo gerenciando filas de mensagens, cada aplicativo precisa ter uma forma de executar algum código à medida que esses eventos ocorrem.

Para atender a essa necessidade, o Azure Functions fornece "computação sob demanda" de duas maneiras significativas.

Primeiro, o Azure Functions permite que você implemente a lógica do seu sistema em blocos de código prontamente disponíveis. Esses blocos de código são denominados "funções". Funções diferentes poderão ser executadas sempre que você precisar responder a eventos críticos.

Em segundo lugar, à medida que as solicitações aumentam, o Azure Functions atende à demanda com tantos recursos e instâncias de função quanto necessário, mas somente enquanto for necessário. Conforme as solicitações caírem, todos os recursos adicionais e instâncias de aplicativo cairão automaticamente.

De onde vêm todos os recursos de computação? O Azure Functions fornece o máximo ou o mínimo necessário de recursos de computação para atender à demanda do seu aplicativo.

Fornecer recursos de computação sob demanda é o cerne da computação sem servidor no Azure Functions.

Cenários

Em muitos casos, uma função integra-se a uma matriz de serviços de nuvem para fornecer implementações ricas em recursos.

Veja a seguir um conjunto comum, mas não exaustivo, de cenários para o Azure Functions.

Se desejar... então…
Criar uma API da Web Implemente um ponto de extremidade para seus aplicativos Web usando o gatilho HTTP
Processar uploads de arquivo Execute o código quando um arquivo for carregado ou alterado no armazenamento de blobs
Criar um fluxo de trabalho sem servidor Encadeie uma série de funções usando funções duráveis
Responder a alterações no banco de dados Execute a lógica personalizada quando um documento for criado ou atualizado no Cosmos DB
Executar tarefas agendadas Executar código em intervalos de tempo predefinidos
Criar sistemas de fila de mensagens confiáveis Processe filas de mensagens usando o Armazenamento de Filas, o Barramento de Serviço ou os Hubs de Eventos
Analisar fluxos de dados de IoT Colete e processe dados de dispositivos IoT
Processar dados em tempo real Use o Functions e SignalR para responder aos dados no momento

Ao criar suas funções, você tem as seguintes opções e recursos disponíveis:

Próximas etapas