Comparação de recursos: Banco de Dados SQL do Azure e Instância Gerenciada de SQL do Azure

APLICA-SE A: Banco de Dados SQL do Azure Instância Gerenciada de SQL do Azure

O Banco de Dados SQL do Azure e a Instância Gerenciada de SQL do Azure compartilham uma base de código comum com a versão estável mais recente do SQL Server. A maior parte da linguagem SQL padrão, do processamento de consulta e dos recursos de gerenciamento de banco de dados é idêntica. Os recursos comuns entre SQL Server e o Banco de Dados SQL ou a Instância Gerenciada de SQL são:

O Azure gerencia os bancos de dados e garante sua alta disponibilidade. Alguns recursos que podem afetar a alta disponibilidade ou que não podem ser usados no ambiente de PaaS têm funcionalidades limitadas no Banco de Dados SQL e na Instância Gerenciada de SQL. Esses recursos são descritos nas tabelas a seguir.

Se precisar de mais detalhes sobre as diferenças de cada um, você poderá encontrá-las nas páginas separadas:

Recursos do Banco de Dados SQL e da Instância Gerenciada de SQL

A tabela a seguir lista os principais recursos do SQL Server e fornece informações sobre se há suporte parcial ou completo no Banco de Dados SQL do Azure e na Instância Gerenciada de SQL do Azure, com um link para mais informações sobre o recurso.

Recurso Banco de Dados SQL do Azure Instância Gerenciada do SQL do Azure
Always Encrypted Sim - veja Armazenamento de certificados e Cofre de chaves Sim - veja Armazenamento de certificados e Cofre de chaves
Grupos de disponibilidade AlwaysOn A disponibilidade de 99,99 - 99,995% é garantida para cada banco de dados. A recuperação de desastre é abordada em Visão geral da continuidade de negócios com o banco de dados SQL do Azure A disponibilidade de 99,99.% é garantida para cada banco de dados e não pode ser gerenciado pelo usuário. A recuperação de desastre é abordada em Visão geral da continuidade de negócios com o Banco de Dados SQL do Azure. Use grupos de failover automático para configurar uma Instância Gerenciada de SQL secundária em outra região. As Instâncias do SQL Server e o Banco de Dados SQL não podem ser usados como secundários para a Instância Gerenciada de SQL.
Anexar um banco de dados Não Não
Auditoria Sim Sim, com algumas diferenças
Autenticação do Azure AD (Azure Active Directory) Sim. Somente usuários do Azure AD. Sim. Incluindo logons do Azure AD no nível do servidor.
Comando BACKUP Não, somente backups automáticos iniciados pelo sistema – consulte Backups automatizados Sim, backups somente de cópia iniciados pelo usuário no Armazenamento de Blobs do Azure (backups de sistema automáticos não podem ser iniciados pelo usuário) – confira Diferenças de backup
Funções internas Maioria - veja funções individuais Sim – consulte Diferenças entre procedimentos armazenados, funções e gatilhos
instrução BULK INSERT Sim, mas apenas do Armazenamento de Blobs do Azure como uma origem. Sim, mas apenas do Armazenamento de Blobs do Azure como uma origem – confira Diferenças.
Certificados e chaves assimétricas Sim, sem acesso ao sistema de arquivos para operações BACKUP e CREATE. Sim, sem acesso ao sistema de arquivos para operações BACKUP e CREATE – confira BACKUP.
CDA – captura de dados de alterações Sim (versão prévia) para a camada S3 e superior. Básico, sem suporte para S0, S1 e S2. Sim
Ordenação - servidor/instância Não, a ordenação do servidor padrão SQL_Latin1_General_CP1_CI_AS é sempre usada. Sim, pode ser definida quando a instância é criada e não pode ser atualizada mais tarde.
Índices Columnstore Sim – Camada Premium, camada Standard – S3 e superior, camada Uso Geral, camada Comercialmente Crítico e camada Hiperescala Sim
CLR – Common Language Runtime Não Sim, mas sem acesso ao sistema de arquivos na instrução CREATE ASSEMBLY – confira CREATE ASSEMBLY
Credenciais Sim, mas apenas as credenciais no escopo do banco de dados. Sim, mas somente o Azure Key Vault e têm suporte – confira detalhes
Consultas entre bancos de dados/nome de três partes Não – consulte Consultas elásticas Sim
Transações entre bancos de dados Não Sim, dentro da instância. Confira Diferenças de servidor vinculado para consultas entre instâncias.
Database Mail – DbMail Não Sim
Espelhamento de banco de dados Não Não
Instantâneos de banco de dados Não Não
Instruções DBCC Maioria - veja Instruções individuais Sim – consulte Diferenças do DBCC
Instruções DDL Maioria - veja Instruções individuais Sim – consulte Diferenças do T-SQL
Gatilhos DDL Apenas banco de dados Sim
Exibições de partição distribuída Não Sim
Transações distribuídas - MS DTC Não - veja transações elásticas Não - veja transações elásticas
Gatilhos DML Maioria - veja Instruções individuais Sim
DMVs A maioria – consulte DMVs individuais Sim – consulte Diferenças do T-SQL
Consulta elástica (em versão prévia pública) Sim, com o tipo RDBMS necessário. Não
Notificações de eventos Não - veja Alertas Não
Expressões Sim Sim
Eventos Estendidos (XEvent) Alguns - veja Eventos estendidos no Banco de Dados SQL Sim – consulte Diferenças de eventos estendidos
Procedimentos armazenados estendidos Não Não
Arquivos e grupos de arquivos Somente o grupo de arquivos primários Sim. Os caminhos de arquivo são atribuídos automaticamente e o local do arquivo não pode ser especificado na ALTER DATABASE ADD FILEALTER DATABASE ADD FILE.
Filestream Não Não
FTS (pesquisa de texto completo) Sim, mas separadores de palavras de terceiros não têm suporte Sim, mas separadores de palavras de terceiros não têm suporte
Funções Maioria - veja funções individuais Sim – consulte Diferenças entre procedimentos armazenados, funções e gatilhos
Otimização na memória Sim, nas camadas de serviço Premium e Comercialmente Crítico.
Suporte limitado para objetos OLTP In-Memory não persistentes, como variáveis de tabela com otimização de memória na
.
Sim, na camada de serviço Comercialmente Crítico
Elementos de linguagem Maioria - veja elementos individuais Sim – consulte Diferenças do T-SQL
Razão Sim Não
Servidores vinculados Não - veja Consulta elástica Sim. Somente para o SQL Server e o Banco de Dados SQL sem transações distribuídas.
Servidores vinculados que fazem leitura de arquivos (CSV, Excel) Não. Use BULK INSERT ou OPENROWSET como alternativa para o formato CSV. Não. Use BULK INSERT ou OPENROWSET como alternativa para o formato CSV. Acompanhe essas solicitações em item de comentário da Instância Gerenciada de SQL
Envio de logs A alta disponibilidade é incluída em todos os bancos de dados. A recuperação de desastre é abordada em Visão geral da continuidade de negócios. Desenvolvido nativamente como parte do processo de migração do DMS (Serviço de Migração de Banco de Dados) do Azure. Desenvolvido nativamente para projetos de migração de dados personalizados como um LRS (Serviço de Reprodução de Log).
Não disponível como uma solução de alta disponibilidade, pois outros métodos de alta disponibilidade estão incluídos em todos os bancos de dados e não é recomendável usar o envio de logs como alternativa de HA. A recuperação de desastre é abordada em Visão geral da continuidade de negócios. Não disponível como um mecanismo de replicação entre bancos de dados – use réplicas secundárias na camada Comercialmente Crítico, em grupos de failover automático ou em replicação transacional como as alternativas.
Logons e usuários Sim, mas as instruções de logon CREATE e ALTER não oferecem todas as opções (sem logons no Azure Active Directory de nível de servidor e no Windows). EXECUTE AS LOGIN não é suportada – em vez disso, use EXECUTE AS USER. Sim, mas com algumas diferenças. Não há suporte para logons do Windows e eles devem ser substituídos por logons do Azure Active Directory.
Log mínimo na importação em massa Não, há suporte somente para o modelo de Recuperação Completa. Não, há suporte somente para o modelo de Recuperação Completa.
Modificação dos dados do sistema Não Sim
Automação OLE Não Não
OPENDATASOURCE Não Sim, somente para Banco de Dados SQL, Instância Gerenciada de SQL e SQL Server. Confira Diferenças do T-SQL
OPENQUERY Não Sim, somente para Banco de Dados SQL, Instância Gerenciada de SQL e SQL Server. Confira Diferenças do T-SQL
OPENROWSET Sim, importa somente do Armazenamento de Blobs do Azure. Sim, somente para Banco de Dados SQL, Instância Gerenciada de SQL e SQL Server e para importar do Armazenamento de Blobs do Azure. Confira Diferenças do T-SQL
Operadores Maioria - veja operadores individuais Sim – consulte Diferenças do T-SQL
Polybase Não. Você pode consultar dados nos arquivos colocados no Armazenamento de Blobs do Azure usando a função OPENROWSET ou usar OPENROWSET. Não. Você pode consultar dados nos arquivos colocados no Armazenamento de Blobs do Azure usando a função OPENROWSET, OPENROWSET ou uma tabela externa (em visualização pública) que faz referência a um pool de SQL sem servidor no Synapse Analytics ou SQL Server.
Notificações de consulta Não Sim
Serviços de Machine Learning(Anteriormente Serviços de R) Não Sim, confira Serviços de Machine Learning na Instância Gerenciada de SQL do Azure
Modelos de recuperação Somente a Recuperação Completa que garante alta disponibilidade tem suporte. Modelos de recuperação Simples e Bulk Logged não estão disponíveis. Somente a Recuperação Completa que garante alta disponibilidade tem suporte. Modelos de recuperação Simples e Bulk Logged não estão disponíveis.
Resource governor Não Sim
Instruções RESTORE Não Sim, com opções FROM URL obrigatórias para os arquivos de backup colocados no Armazenamento de Blobs do Azure. Confira Diferenças de restauração
Restaurar banco de dados desde o backup Somente de backups automatizados – consulte Recuperação do Banco de Dados SQL De backups automatizados – confira recuperação do Banco de Dados SQL e de backups completos colocados no Armazenamento de Blobs do Azure – confira Diferenças de backup
Restaurar banco de dados para SQL Server Não. Use BACPAC ou BCP em vez da restauração nativa. Não, porque mecanismo de banco de dados do SQL Server usado na Instância Gerenciada de SQL tem uma versão superior à versão RTM do SQL Server usado no local. Em vez disso, use BACPAC, BCP ou replicação transacional.
Pesquisa semântica Não Não
Service Broker Não Sim, mas somente dentro da instância. Se estiver usando rotas de Service Broker remotas, tente consolidar bancos de dados de várias Instâncias do SQL Server distribuídas em uma Instância Gerenciada de SQL durante a migração e use apenas rotas locais. Confira Diferenças do Service Broker
Definições de configuração do servidor Não Sim – consulte Diferenças do T-SQL
Instruções Set Maioria - veja Instruções individuais Sim – consulte Diferenças do T-SQL
SQL Server Agent Não – confira Trabalhos elásticos (versão prévia) Sim – consulte Diferenças do SQL Server Agent
Auditoria do SQL Server Não - veja auditoria do Banco de Dados SQL Sim – consulte Diferenças de auditoria
Funções armazenadas do sistema Maioria - veja funções individuais Sim – consulte Diferenças entre procedimentos armazenados, funções e gatilhos
Procedimentos armazenados do sistema Alguns - veja procedimentos armazenados individuais Sim – consulte Diferenças entre procedimentos armazenados, funções e gatilhos
Tabelas do sistema Alguns - veja tabelas individuais Sim – consulte Diferenças do T-SQL
Exibições do catálogo do sistema Alguns - veja exibições individuais Sim – consulte Diferenças do T-SQL
TempDB Sim. 32 GB de tamanho por núcleo para cada banco de dados. Sim. 24 GB de tamanho por vCore para toda a camada GP e limitado pelo tamanho da instância na camada BC
Tabelas temporárias Tabelas locais e temporárias globais no escopo do banco de dados Tabelas locais e temporárias globais no escopo da instância
Opção de fuso horário Não Sim, e ele deve ser configurado quando a Instância Gerenciada de SQL for criada.
Sinalizadores de rastreamento Não Sim, mas apenas um conjunto limitado de sinalizadores de rastreamento global. Confira, Diferenças do DBCC
Replicação transacional Sim, somente assinante de replicação de instantâneo e transacional Sim, em versão prévia pública. Confira as restrições aqui.
Transparent data encryption (TDE) Sim – Camadas de serviço de Uso Geral, Comercialmente Crítico e Hiperescala (versão prévia) somente Sim
Autenticação do Windows Não Não
Clustering de Failover do Windows Server Não. Outras técnicas que fornecem alta disponibilidade estão incluídas em todos os bancos de dados. A recuperação de desastre é abordada em Visão geral da continuidade de negócios com o Banco de Dados SQL do Azure. Não. Outras técnicas que fornecem alta disponibilidade estão incluídas em todos os bancos de dados. A recuperação de desastre é abordada em Visão geral da continuidade de negócios com o Banco de Dados SQL do Azure.

Funcionalidades da plataforma

A plataforma do Azure fornece vários recursos de PaaS que são adicionados como um valor adicional aos recursos de banco de dados padrão. Há vários serviços externos que podem ser usados com o Banco de Dados SQL do Azure.

Recurso da plataforma Banco de Dados SQL do Azure Instância Gerenciada do SQL do Azure
Replicação geográfica ativa Sim – todas as camadas de serviço que não sejam de hiperescala Não, confira grupos de failover automático como uma alternativa
Grupos de failover automático Sim – todas as camadas de serviço que não sejam de hiperescala Sim, confira Grupos de failover automático
Dimensionamento automático Sim, mas somente no modelo sem servidor. No modelo sem servidor, a alteração da camada de serviço (alteração de vCore, armazenamento ou DTU) é rápida e online. A alteração da camada de serviço requer um tempo de inatividade mínimo ou zero. Não, você precisa escolher a computação reservada e o armazenamento. A alteração da camada de serviço (vCore ou máximo de armazenamento) está online e requer um tempo de inatividade mínimo ou zero.
Backups automáticos Sim. Os backups completos são feitos a cada 7 dias, com diferença de 12 horas e backups de log a cada 5-10 min. Sim. Os backups completos são feitos a cada 7 dias, com diferença de 12 horas e backups de log a cada 5-10 min.
Ajuste automático (índices) Sim Não
Zonas de Disponibilidade Sim Não
Azure Resource Health Sim Não
Retenção de backup Sim. Padrão de 7 dias, no máximo 35 dias. Sim. Padrão de 7 dias, no máximo 35 dias.
DMS (Serviço de Migração de Dados) Sim Sim
Trabalhos elásticos Sim – confira Trabalhos elásticos (versão prévia) Não (o SQL Agent pode ser usado no lugar).
Acesso ao sistema de arquivos Não. Use BULK INSERT ou OPENROWSET para acessar e carregar dados do Armazenamento de Blobs do Azure como uma alternativa. Não. Use BULK INSERT ou OPENROWSET para acessar e carregar dados do Armazenamento de Blobs do Azure como uma alternativa.
Restauração geográfica Sim Sim
Arquitetura de hiperescala Sim Não
LTR – retenção de backup de longo prazo Sim, mantenha os backups feitos automaticamente até 10 anos. Sim, mantenha os backups feitos automaticamente até 10 anos.
Pausar/Retomar Sim, em um modelo sem servidor Não
Gerenciamento baseado em políticas Não Não
Endereço IP público Sim. O acesso pode ser restrito usando pontos de extremidade serviço ou de firewall. Sim. Precisa ser habilitado explicitamente e a porta 3342 deve ser habilitada nas regras NSG. Se necessário, o IP público pode ser desabilitado. Confira Ponto de extremidade público para obter mais detalhes.
Restauração pontual de banco de dados Sim – todas as camadas de serviço que não sejam de hiperescala – confira Recuperação do Banco de Dados SQL Sim - veja Recuperação do Banco de Dados SQL
Pools de recursos Sim, como pools elásticos Sim. Uma única instância da Instância Gerenciada de SQL pode ter vários bancos de dados que compartilham o mesmo pool de recursos. Além disso, você pode implantar várias instâncias da Instância Gerenciada de SQL em pools de instância (versão prévia) que podem compartilhar os recursos.
Expandir ou reduzir (online) Sim, você pode alterar o DTU ou o vCores reservado ou o armazenamento máximo com o tempo de inatividade mínimo. Sim, você pode alterar o vCores reservado ou o armazenamento máximo com o tempo de inatividade mínimo.
Alias do SQL Não, use o Alias do DNS Não, use Clicongf para configurar o alias nos computadores cliente.
Análise de SQL Sim Sim
Sincronização de Dados SQL Sim Não
SSAS (SQL Server Analysis Services) Não, o Azure Analysis Services é um serviço de nuvem separado do Azure. Não, o Azure Analysis Services é um serviço de nuvem separado do Azure.
SQL Server Integration Services (SSIS) Sim, com um SSIS gerenciado no ambiente da fábrica de dados do Azure (AAD), onde os pacotes estão armazenados no SSISDB hospedado pelo banco de dados SQL do Azure e executado no Azure-SSIS IR (Integration Runtime), consulte criar IR do Azure-SSIS no ADF.

Para comparar os recursos do SSIS no Banco de Dados SQL e a Instância Gerenciada de SQL, confira Comparar Banco de Dados SQL e a Instância Gerenciada de SQL.
Sim, com um SSIS gerenciado no ambiente do ADF (Azure Data Factory), onde os pacotes estão armazenados no SSISDB hospedado pela Instância Gerenciada de SQL e executado no Azure-SSIS IR (Integration Runtime). Confira Criar Azure-SSIS IR no ADF.

Para comparar os recursos do SSIS no Banco de Dados SQL e a Instância Gerenciada de SQL, confira Comparar Banco de Dados SQL e a Instância Gerenciada de SQL.
SQL Server Reporting Services (SSRS) Não – consulte Power BI Não. Use Relatórios paginados do Power BI ou hospede o SSRS em uma VM do Azure. Embora a Instância Gerenciada de SQL não possa executar o SSRS como serviço, ela pode hospedar bancos de dados de catálogo SSRS para um servidor de relatórios instalado na Máquina Virtual do Azure, usando a autenticação do SQL Server.
QPI (Análises de Desempenho de Consultas) Sim Não. Use relatórios internos no SQL Server Management Studio e no Azure Data Studio.
Rede virtual Parcial, ele habilita o acesso restrito usando pontos de extremidade de VNet Sim, a Instância Gerenciada de SQL é injetada na VNet do cliente. Confira sub-rede e VNet
Ponto de extremidade de serviço VNet Sim Não
Emparelhamento global de VNet Sim, usando IP privado e pontos de extremidade de serviço Sim, usando Emparelhamento de rede virtual.
Conectividade privada Sim, usando o Link Privado Sim, usando VNet.

Ferramentas

O Banco de Dados SQL do Azure e a Instância Gerenciada de SQL do Azure oferecem suporte a várias ferramentas de dados que podem ajudá-lo a gerenciar seus dados.

Ferramenta Banco de Dados SQL do Azure Instância Gerenciada do SQL do Azure
Portal do Azure Sim Sim
CLI do Azure Sim Sim
Azure Data Studio Sim Sim
Azure PowerShell Sim Sim
Arquivo BACPAC (exportação) Sim, veja Exportação do Banco de Dados SQL Sim – confira Exportação da Instância Gerenciada de SQL
Arquivo BACPAC (importação) Sim - veja Importação de Banco de Dados SQL Sim – confira Importação da Instância Gerenciada de SQL
Data Quality Services (DQS) Não Não
Master Data Services (MDS) Não Não
SMO Sim Sim, versão 150
SSDT (SQL Server Data Tools) Sim Sim
SQL Server Management Studio (SSMS) Sim Sim, versão 18.0 e superior
SQL Server PowerShell Sim Sim
SQL Server Profiler Não - veja Eventos estendidos Sim
System Center Operations Manager Sim Sim

Métodos de migração

Você pode usar diferentes métodos de migração para mover os dados entre SQL Server, Banco de Dados SQL do Azure e Instância Gerenciada de SQL do Azure. Alguns métodos estão online e selecionam todas as alterações feitas na origem enquanto você estiver executando a migração. Com os métodos offline, você precisa parar a carga de trabalho que está modificando os dados na origem durante a migração.

Origem Banco de Dados SQL do Azure Instância Gerenciada do SQL do Azure
SQL Server (no local, AzureVM, Amazon RDS) Online:Replicação Transacional
Offline:DMS (Serviço de Migração de Dados), Arquivo BACPAC (importação), BCP
Online:DMS (Serviço de Migração de Banco de Dados), Replicação Transacional
Offline: Backup/restauração nativos, Arquivo BACPAC (importação), BCP, Replicação de instantâneo
Banco de dados individual Offline:Arquivo BACPAC (importação), BCP Offline:Arquivo BACPAC (importação), BCP
Instância Gerenciada do SQL Online:Replicação Transacional
Offline:Arquivo BACPAC (importação), BCP, Replicação de instantâneo
Online:Replicação Transacional
Offline: Restauração pontual entre instâncias (Azure PowerShell ou CLI do Azure), Backup/restauração nativos, Arquivo BACPAC (importação), BCP, Replicação de instantâneo

Próximas etapas

A Microsoft continua adicionando recursos ao Banco de Dados SQL do Azure. Visite a página da Web Atualizações de serviço do Azure para obter as atualizações mais recentes usando estes filtros:

Para obter mais informações sobre o Banco de Dados SQL do Azure e a Instância Gerenciada de SQL do Azure, confira: