Tamanhos dos serviços de nuvem

Este tópico descreve os tamanhos disponíveis e as opções para instâncias de função de Serviço de Nuvem (funções web e funções de trabalho). Ele também fornece considerações de implantação a serem observadas ao planejar o uso desses recursos. Cada tamanho tem uma ID que você coloca em seu arquivo de definição de serviço. Os preços para cada tamanho estão disponíveis na página Preços de Serviços de Nuvem.

Observação

Para ver os limites relacionados do Azure, confira Assinatura do Azure e limites de serviços, cotas e restrições

Tamanhos de instâncias de função web e de trabalho

Há vários tamanhos padrão para você escolher no Azure. Entre as considerações sobre algumas dessas dimensões estão:

  • As VMs da série D são projetadas para executar aplicativos que exigem maior capacidade de computação e de desempenho de disco temporário. As VMs da série D fornecem processadores mais rápidos, uma maior taxa de memória por núcleo e uma unidade de estado sólido (SSD) para o disco temporário. Para obter detalhes, confira o anúncio no blog do Azure, Novos tamanhos de máquina virtual da série D.
  • A série Dv2, uma continuação da série D original, apresenta uma CPU mais potente. A CPU da série Dv2 é aproximadamente 35% mais rápida do que a CPU da série D. Ela se baseia na última geração do processador Intel Xeon® E5-2673 v3 (Haswell) de 2.4 GHz e, com a Intel Turbo Boost Technology 2.0, pode chegar a até 3.1 GHz. A série Dv2 tem as mesmas configurações de memória e disco que a série D.
  • As VMs da série G oferecem a maior memória e são executadas em hosts com processadores da família Intel Xeon E5 V3.
  • As VMs da série A podem ser implantadas em vários de tipos de hardware e processadores. O tamanho é restrito, com base no hardware, para oferecer desempenho de processador consistente para a instância em execução, independentemente do hardware em que está implantado. Para determinar o hardware físico no qual esse tamanho é implantado, consulte o hardware virtual de dentro da Máquina Virtual.
  • O tamanho A0 está assinado em excesso no hardware físico. Para este tamanho específico somente, outras implantações de clientes podem afetar o desempenho da carga de trabalho em execução. O desempenho relativo é descrito a seguir como a linha de base esperada, sujeito a uma variação aproximada de 15%.

O tamanho da máquina virtual afeta os preços. O tamanho também afeta a capacidade de processamento, memória e armazenamento da máquina virtual. Os custos de armazenamento são calculados separadamente com base nas páginas usadas na conta de armazenamento. Para obter detalhes, confira Detalhes de preços dos Serviços de Nuvem e Preços do Armazenamento do Azure.

As considerações a seguir podem ajudá-lo a escolher um tamanho:

  • Os tamanhos A8-A11 e série H também são conhecidos como instâncias de computação intensiva. O hardware de datacenter do Azure que executa esses tamanhos é projetado e otimizado para aplicativos de uso intensivo de computação e rede, incluindo aplicativos, modelagem e simulações de cluster HPC (computação de alto desempenho). A série de A8-A11 usa Intel Xeon E5-2670 a 2,6 GHz e a série H usa Intel Xeon E5-2667 v3 a 3,2 GHz. Para obter informações detalhadas e considerações sobre o uso desses tamanhos, veja Tamanhos de VM de computação de alto desempenho.
  • As séries Dv2 e D e G são ideais para aplicativos que exigem CPUs mais rápidas, melhor desempenho de disco local ou que têm uma maior demanda de memória. Elas oferecem uma combinação poderosa para vários aplicativos de nível empresarial.
  • Alguns dos hosts físicos em data centers do Azure podem não aceitar tamanhos de máquina virtual maiores, como A5 – A11. Como resultado, você poderá ver a mensagem de erro Falha ao configurar a máquina virtual {nome da máquina} ou Falha ao criar a máquina virtual {nome da máquina} ao redimensionar uma máquina virtual existente para um novo tamanho, criar uma nova máquina virtual em uma rede virtual criada antes de 16 de abril de 2013 ou adicionar uma nova máquina virtual a um serviço de nuvem existente. Confira Erro: "Falha ao configurar a máquina virtual" no fórum de suporte de soluções alternativas para cada cenário de implantação.
  • Sua assinatura também pode limitar o número de núcleos que você pode implantar em determinadas famílias de tamanho. Para aumentar a cota, entre em contato com o Suporte do Azure.

Considerações sobre o desempenho

Criamos o conceito da ACU (Unidade de Computação do Azure) para fornecer uma maneira de comparar o desempenho de computação (CPU) entre SKUs do Azure e para identificar qual SKU poderá melhor satisfazer suas necessidades de desempenho. A ACU atualmente é padronizada como uma VM pequena (Standard_A1) sendo 100 e todas as SKUs representam, aproximadamente, o quanto a SKU pode executar um parâmetro de comparação padrão mais rapidamente.

Importante

A ACU é apenas uma diretriz. Os resultados para sua carga de trabalho podem variar.


Família de SKU ACU/núcleo
ExtraSmall 50
Small-ExtraLarge 100
A5-7 100
Standard_A1-8v2 100
Standard_A2m-8mv2 100
A8-A11 225*
D1-14 160
D1-15v2 210 - 250*
G1-5 180 - 240*
H 290 – 300*

ACUs marcados com um * usam tecnologia Intel® Turbo para aumentar a frequência da CPU e fornecer um aumento de desempenho. A quantidade do aumento pode variar com base no tamanho da VM, na carga de trabalho e em outras cargas de trabalho em execução no mesmo host.

Tabelas de tamanho

As tabelas a seguir mostram os tamanhos e as capacidades oferecidas.

  • A capacidade de armazenamento é mostrada em unidades de GiB ou de 1024^3 bytes. Ao comparar os discos medidos em GB (1000^3 bytes) com os discos medidos em GiB (1024^3), lembre-se de que os números de capacidade fornecidos em GiB poderão parecer menores. Por exemplo, 1023 GiB = 1098,4 GB
  • A taxa de transferência do disco é medida em IOPS (operações de entrada/saída por segundo) e em MBps, em que MBps = 10^6 bytes/s.
  • Os discos de dados podem operar nos modos em cache ou não armazenado em cache. Para a operação do disco de dados armazenados em cache, o modo de cache do host é definido como ReadOnly ou ReadWrite. Para as operação do disco de dados não armazenados em cache, o modo de cache do host é definido como Nenhum.
  • A largura de banda de rede máxima é a largura de banda agregada máxima alocada e atribuída por tipo de VM. A largura de banda máxima fornece diretrizes para selecionar o tipo correto de VM, a fim de garantir que uma capacidade adequada de rede está disponível. Ao mover-se entre Baixa, Moderada, Alta e Muito Alta, a taxa de transferência aumenta de acordo. O desempenho real da rede dependerá de vários fatores, incluindo cargas de rede e aplicativos, bem como configurações de rede do aplicativo.

Séria A

Tamanho Núcleos de CPU Memória: GiB HDD local: GiB NICs máximas / largura de banda da rede
ExtraSmall 1 0,768 20 1 / baixa
Pequena 1 1,75 225 1 / moderada
Média 2 3,5 GB 490 1 / moderada
Grande 4 7 1000 2 / alta
ExtraLarge 8 14 2040 4 / alta
A5 2 14 490 1 / moderada
A6 4 28 1000 2 / alta
A7 8 56 2040 4 / alta

Série A – Instâncias de computação intensiva

Para obter informações e considerações sobre o uso desses tamanhos, veja Tamanhos de VM de computação de alto desempenho.

Tamanho Núcleos de CPU Memória: GiB HDD local: GiB NICs máximas / largura de banda da rede
A8* 8 56 1817 2 / alta
A9* 16 112 1817 4 / muito alta
A10 8 56 1817 2 / alta
A11 16 112 1817 4 / muito alta

*Compatível com RDMA

Série Av2

Tamanho Núcleos de CPU Memória: GiB SSD local: GiB NICs máximas / largura de banda da rede
Standard_A1_v2 1 2 10 1 / moderada
Standard_A2_v2 2 4 20 2 / moderada
Standard_A4_v2 4 8 40 4 / alta
Standard_A8_v2 8 16 80 8 / alta
Standard_A2m_v2 2 16 20 2 / moderada
Standard_A4m_v2 4 32 40 4 / alta
Standard_A8m_v2 8 64 80 8 / alta

Série D

Tamanho Núcleos de CPU Memória: GiB SSD local: GiB NICs máximas / largura de banda da rede
Standard_D1 1 3,5 50 1 / moderada
Standard_D2 2 7 100 2 / alta
Standard_D3 4 14 200 4 / alta
Standard_D4 8 28 400 8 / alta
Standard_D11 2 14 100 2 / alta
Standard_D12 4 28 200 4 / alta
Standard_D13 8 56 400 8 / alta
Standard_D14 16 112 800 8 / muito alta

Série Dv2

Tamanho Núcleos de CPU Memória: GiB SSD local: GiB NICs máximas / largura de banda da rede
Standard_D1_v2 1 3,5 50 1 / moderada
Standard_D2_v2 2 7 100 2 / alta
Standard_D3_v2 4 14 200 4 / alta
Standard_D4_v2 8 28 400 8 / alta
Standard_D5_v2 16 56 800 8 / extremamente alta
Standard_D11_v2 2 14 100 2 / alta
Standard_D12_v2 4 28 200 4 / alta
Standard_D13_v2 8 56 400 8 / alta
Standard_D14_v2 16 112 800 8 / extremamente alta
Standard_D15_v2 20 140 1.000 8 / extremamente alta

Série G

Tamanho Núcleos de CPU Memória: GiB SSD local: GiB NICs máximas / largura de banda da rede
Standard_G1 2 28 384 1 / alta
Standard_G2 4 56 768 2 / alta
Standard_G3 8 112 1.536 4 / muito alta
Standard_G4 16 224 3.072 8 / extremamente alta
Standard_G5 32 448 6.144 8 / extremamente alta

Série H

As máquinas virtuais da série H do Azure são a próxima geração de VMs de computação de alto desempenho voltadas para as necessidades computacionais de alto nível, como modelagem molecular e dinâmica de fluido computacional. Essas VMs de 8 e 16 núcleos baseiam-se na tecnologia do processador Intel Haswell E5-2667 V3 apresentando memória DDR4 e armazenamento local baseado em SSD.

Além de potência de CPU considerável, a série H oferece diversas opções para RDMA e rede de baixa latência usando FDR InfiniBand e várias configurações de memória para dar suporte a requisitos computacionais com uso intensivo de memória.

Tamanho Núcleos de CPU Memória: GiB SSD local: GiB NICs máximas / largura de banda da rede
Standard_H8 8 56 1000 8 / alta
Standard_H16 16 112 2000 8 / muito alta
Standard_H8m 8 112 1000 8 / alta
Standard_H16m 16 224 2000 8 / muito alta
Standard_H16r* 16 112 2000 8 / muito alta
Standard_H16mr* 16 224 2000 8 / muito alta

*Compatível com RDMA

Configurar tamanhos para os Serviços de Nuvem

Você pode especificar o tamanho da Máquina Virtual de uma instância de função como parte do modelo de serviço descrito pelo arquivo de definição de serviço. O tamanho da função determina o número de núcleos de CPU, a capacidade de memória e o tamanho do sistema de arquivos local alocados para uma instância em execução. Escolha o tamanho da função com base em requisitos de recurso do aplicativo.

Veja um exemplo de definição do tamanho da função como Standard_D2 para uma instância de Função Web:

<WorkerRole name="Worker1" vmsize="Standard_D2">
...
</WorkerRole>

Alterando o tamanho de uma função existente

Conforme a natureza de sua carga de trabalho se altera ou novos tamanhos de VM se tornam disponíveis, você pode desejar alterar o tamanho de sua função. Para fazer isso, é necessário alterar o tamanho da VM no arquivo de definição de serviço (como mostrado acima), reempacotar seu Serviço de Nuvem e implantá-lo. Não é possível alterar os tamanhos de VM diretamente do portal ou do PowerShell.

Dica

Você pode desejar usar tamanhos de VM diferentes para sua função em ambientes diferentes (por exemplo teste versus produção). Uma maneira de fazer isso é criar vários arquivos de definição de serviço (.csdef) em seu projeto e, em seguida, criar diferentes pacotes de serviço de nuvem para cada ambiente durante a compilação automatizada, usando a ferramenta CSPack. Para saber mais sobre os elementos de um pacote de serviços de nuvem e como criá-los, consulte O que é o modelo de serviços de nuvem e como empacotá-lo?

Obter uma lista de tamanhos

Você pode usar o PowerShell ou a API REST para obter uma lista de tamanhos. A API REST está documentada aqui. O código a seguir é um comando do PowerShell que listará todos os tamanhos disponíveis atualmente para seu Serviço de Nuvem.

Get-AzureRoleSize | where SupportedByWebWorkerRoles -eq $true | select InstanceSize

Próximas etapas