Redimensionar discos de máquina virtual

O Azure armazena as imagens VHD como blobs de páginas em uma conta de armazenamento do Azure. Com os discos gerenciados, o Azure cuida do gerenciamento do armazenamento em seu nome – essa é uma das melhores razões para escolher os discos gerenciados.

Quando você cria a VM, ele escolhe um tamanho para o disco do sistema operacional. O tamanho específico se baseia na imagem selecionada. No Linux, ele geralmente é cerca de 30 GB e, no Windows, cerca de 127 GB.

Você pode adicionar discos de dados para fornecer espaço de armazenamento adicional, mas também pode desejar expandir um disco existente – talvez um aplicativo herdado não possa dividir seus dados em unidades ou talvez você esteja migrando a unidade de um computador físico para o Azure e precise de uma unidade de sistema operacional maior.

Observação

Você só pode redimensionar um disco para um tamanho maior. Não há suporte para a redução de discos gerenciados.

A alteração o tamanho do disco também pode alterar o nível do disco (por exemplo, de P10 para P20). Tenha isso em mente – isso poderá ser útil para upgrades de desempenho, mas também terá um custo maior, conforme você elevar o nível nas camadas Premium.

Tamanho da VM em comparação com o tamanho do disco

O tamanho da VM escolhido quando você cria sua VM determina quantos recursos ela pode alocar. Para armazenamento, o tamanho controla o número de discos que você pode adicionar à VM e o tamanho máximo de cada disco.

Conforme mencionado anteriormente, alguns tamanhos de VM só dão suporte a unidades de armazenamento Standard, limitando o desempenho de E/S.

Se você descobrir que precisa de mais armazenamento do que o permitido pelo tamanho da VM, altere o tamanho da VM. Abordaremos esse tópico no módulo Introdução às Máquinas Virtuais do Azure.

Expandindo um disco usando a CLI do Azure

Aviso

Sempre faça backup dos dados antes de realizar operações de redimensionamento do disco.

As operações em VHDs não podem ser executadas com a VM em execução. A primeira etapa é parar e desalocar a VM com az vm deallocate, fornecendo o nome da VM e o nome do grupo de recursos.

A desalocação de uma VM, ao contrário de apenas pará-la, libera os recursos de computação associados e permite que o Azure faça alterações de configuração no hardware virtualizado.

Observação

Não execute esses comandos ainda. Você praticará o processo na próxima parte.

az vm deallocate \
  --resource-group <resource-group-name> \
  --name <vm-name>

Em seguida, para redimensionar um disco, use az disk update, passando o nome do disco, o nome do grupo de recursos e o tamanho recém-solicitado. Ao expandir um disco gerenciado, o tamanho especificado é mapeado para o tamanho de disco gerenciado mais próximo.

az disk update \
  --resource-group <resource-group-name> \
  --name <disk-name> \
  --size-gb 200

Por fim, execute az vm start para reiniciar a VM.

az vm start \
  --resource-group <resource-group-name> \
  --name <vm-name>

Expandir um disco usando o portal do Azure

Você também pode expandir um disco por meio do portal do Azure.

  1. Pare a VM usando o botão Parar na barra de ferramentas da página Visão Geral da VM.

  2. Clique em Discos na seção Configurações.

  3. Selecione o disco de dados que deseja redimensionar.

    Captura de tela mostrando a seção de discos de uma VM com o VHD que desejamos editar realçado

  4. Nos detalhes do disco, digite um tamanho maior que o tamanho atual. Você também pode alterar de Premium para Standard (ou vice-versa) aqui. Essas configurações ajustarão o desempenho, conforme mostrado na seção IOPS previsto.

    Captura de tela mostrando a tela de edição de VHD com o novo campo de tamanho realçado

  5. Clique em Salvar para salvar as alterações.

  6. Reinicie a VM.

Expandindo a partição

Assim como a adição de um novo disco de dados, um disco expandido não adicionará nenhum espaço utilizável enquanto você não expandir a partição e o sistema de arquivos. Isso precisa ser feito usando as ferramentas do sistema operacional disponíveis para a VM.

No Windows, você pode usar a ferramenta Gerenciador de Disco ou a ferramenta de linha de comando diskpart.

No Linux, você pode usar parted e resize2fs. Você fará isso na próxima parte.