Exercício – Conectar-se a uma máquina virtual do Windows usando RDP

A VM do Windows está implantada e em execução, mas ela não está configurada para fazer nenhum trabalho.

Lembre-se de que nosso cenário é um sistema de processamento de vídeo. Nossa plataforma recebe arquivos por FTP. As câmeras de tráfego carregam clipes de vídeo em uma URL conhecida que é mapeada para uma pasta no servidor. O software personalizado em cada VM do Windows é executado como um serviço, inspeciona a pasta e processa cada clipe carregado. Depois ele passa o vídeo normalizado para os algoritmos em execução em outros serviços do Azure.

Há algumas coisas que precisamos configurar para dar suporte a esse cenário:

  • Instale o FTP e abra as portas necessárias para que ele se comunique.
  • Instale o codec de vídeo proprietário exclusivo do sistema de câmeras da cidade.
  • Instale nosso serviço de transcodificação que processa os vídeos carregados.

Muitas dessas tarefas são procedimentos administrativos típicos que não serão abordados aqui e não há nenhum software a ser instalado. Nesse caso, vamos percorrer as etapas e mostrar como é possível instalar softwares de terceiros personalizados usando a Área de Trabalho Remota. Vamos começar obtendo as informações de conexão.

Conectar à VM com o Protocolo RDP

Para conectar-se a uma VM do Azure com um cliente RDP, será necessário:

  • O endereço IP público da VM (ou privado, se a VM estiver configurada para conectar-se à sua rede).
  • O número da porta.

Você pode inserir essas informações no cliente RDP ou baixar um arquivo RDP pré-configurado.

Observação

Um arquivo RDP é um arquivo de texto que contém um conjunto de pares nome/valor que definem os parâmetros de conexão usados por um cliente RDP para se conectar a um computador remoto usando o protocolo RDP.

Baixar o arquivo RDP

  1. No portal do Azure, verifique se o painel Visão geral da máquina virtual que você já criou está aberto. Encontre a VM em Todos os Recursos se precisar abri-la. O painel de visão geral tem várias informações sobre a VM.

    • É possível ver se a VM está em execução.
    • Pare ou reinicie-a.
    • Obtenha o endereço IP público para conectar-se à VM.
    • Veja a atividade da CPU, do disco e da rede.
  2. Clique no botão Conectar na parte superior do painel.

  3. No painel Conectar-se à máquina virtual, observe as configurações de Endereço IP e Número da porta, depois clique em Baixar arquivo RDP e salve-o no computador.

  4. Antes de nos conectarmos, vamos ajustar algumas configurações. No Windows, localize o arquivo usando o Explorer, clique com o botão direito do mouse e selecione Editar. No macOS, será preciso abrir o arquivo pela primeira vez com o cliente RDP e depois clicar com o botão direito do mouse no item na lista exibida e selecionar Editar.

  5. É possível ajustar várias configurações para controlar a experiência ao conectar-se à VM do Azure. As configurações a serem examinadas são:

    • Exibição: por padrão, será de tela inteira. É possível mudar para uma resolução mais baixa ou usar todos os monitores se houver mais de um.
    • Recursos Locais: é possível compartilhar unidades locais com a VM, permitindo a cópia arquivos do seu computador para a VM. Clique no botão Mais em Dispositivos e recursos locais para selecionar o que é compartilhado.
    • Experiência: ajuste a experiência visual com base na qualidade da rede.
  6. Compartilhe sua unidade C: local para ela ficar visível para a VM.

  7. Volte para a guia Geral e clique em Salvar para salvar as alterações. É possível voltar e editar esse arquivo a qualquer momento para testar outras configurações.

Conectar-se à VM do Windows

  1. Clique no botão Conectar para iniciar a conexão com a VM.

  2. Na caixa de diálogo Conexão de Área de Trabalho Remota, observe o aviso de segurança e o endereço IP do computador remoto. Em seguida, clique em Conectar.

  3. Na caixa de diálogo Segurança do Windows, digite o nome de usuário e a senha usados nas etapas 6 e 7.

    Observação

    Se você estiver usando um cliente do Windows para conectar-se à VM, ele usará as identidades conhecidas em seu computador como padrão. É possível clicar na opção Mais escolhas e selecionar "Usar uma conta diferente" para que seja possível inserir uma combinação diferente de nome de usuário/senha.

  4. Na segunda caixa de diálogo de Conexão de Área de Trabalho Remota, observe os erros de certificado e depois clique em Sim.

Instalar funções de trabalho

Na primeira conexão com uma VM do Windows Server, o Gerenciador do Servidor será inicializado. Isso permite a atribuição de uma função de trabalho a tarefas comuns da Web ou de dados. Também é possível iniciar o Gerenciador do Servidor no Menu Iniciar.

Aqui é onde a função de servidor Web seria adicionada ao servidor. Isso instalaria o IIS e, como parte da configuração, as solicitações HTTP seriam desligadas e o servidor FTP seria habilitado. Ou então poderíamos ignorar o IIS e instalar um servidor FTP de terceiros. Em seguida, nós configuraríamos o servidor FTP para permitir o acesso a uma pasta na unidade de Big Data que adicionamos à VM.

Como, na verdade, nós não vamos definir essa configuração aqui, feche o Gerenciador do Servidor.

Instalar um software personalizado

Há duas abordagens que podem ser usadas para instalar um software. Primeiro, essa VM está conectada à Internet. Se o software necessário tem um instalador que pode ser baixado, abra um navegador da Web na sessão RDP, baixe o software e instale-o. Segundo, se o software for personalizado, como nosso serviço personalizado, você poderá copiá-lo do computador local para a VM para instalá-lo. Vamos examinar essa última abordagem.

  1. Abra o Explorador de Arquivos. Clique em Este computador na barra lateral. Devem aparecer várias unidades:

    • Unidade do Windows (C:) que representa o sistema operacional.
    • Unidade temporária de armazenamento (D:).
    • Sua unidade C: local (ela terá um nome diferente do mostrado abaixo).

    Captura de tela mostrando a unidade local compartilhada com a VM do Azure.

Com acesso à sua unidade local, você pode copiar os arquivos do software personalizado para a VM e instalá-lo. Não vamos fazer isso de verdade porque se trata apenas de um cenário simulado, mas você pode imaginar como ele funcionaria.

O mais interessante a ser observado na lista de unidades é o que está ausente. Observe que nossa unidade de Dados não está presente. O Azure adicionou um VHD, mas não o inicializou.

Inicializar discos de dados

Todas as unidades adicionais criadas do zero precisarão ser inicializadas e formatadas. O processo para fazer isso é idêntico ao de uma unidade física.

  1. Inicialize a ferramenta de Gerenciamento de Disco no Menu Iniciar. Talvez você precise acessar a ferramenta de Gerenciamento do Computador primeiro e, em seguida, o Gerenciamento de Disco ou procurar o "Gerenciamento de Disco" no Menu Iniciar.

  2. Ela exibirá um aviso informando que detectou um disco não inicializado.

    Captura de tela mostrando o aviso da ferramenta de gerenciamento de disco sobre um disco de dados não inicializado na VM.

  3. Clique em OK para inicializar o disco. Em seguida, ele será exibido na lista de volumes, na qual é possível formatá-lo e atribuir uma letra da unidade.

  4. Abra o Explorador de Arquivos e agora você verá sua unidade de dados.

  5. Feche o cliente RDP para sair da VM. O servidor continuará a ser executado.

O protocolo RDP permite trabalhar com a VM do Azure, como com um computador local. Com acesso à interface do usuário da área de trabalho, é possível administrar essa VM da mesma forma que qualquer computador Windows: instalando o software, configurando funções, ajustando recursos e outras tarefas comuns. No entanto, trata-se de um processo manual. Caso sempre seja necessário instalar um software, considere a possibilidade de automatizar o processo usando scripts.