Solucionar problemas de conectividade de ponto de extremidade XMLATroubleshoot XMLA endpoint connectivity

Os pontos de extremidade XMLA no Power BI usam o protocolo de comunicação do Analysis Services nativo para acessar conjuntos de dados do Power BI.XMLA endpoints in Power BI rely on the native Analysis Services communication protocol for access to Power BI datasets. Por isso, a solução de problemas do ponto de extremidade XMLA é muito parecida com a solução de problemas de uma conexão do Analysis Services típica.Because of this, XMLA endpoint troubleshooting is much the same as troubleshooting a typical Analysis Services connection. No entanto, algumas diferenças em relação a dependências específicas do Power BI se aplicam.However, some differences around Power BI-specific dependencies apply.

Antes de começarBefore you begin

Antes de solucionar problemas de um cenário do ponto de extremidade XMLA, examine os fundamentos abordados em Conectividade do conjunto de dados com o ponto de extremidade XMLA.Before troubleshooting an XMLA endpoint scenario, be sure to review the basics covered in Dataset connectivity with the XMLA endpoint. A maioria dos casos de uso de pontos de extremidade XMLA mais comuns é abordada aqui.Most common XMLA endpoint use cases are covered there. Outros guias de solução de problemas do Power BI, como Solucionar problemas de gateways – Power BI e Solucionar problemas do recurso Analisar no Excel, também podem ser úteis.Other Power BI troubleshooting guides, such as Troubleshoot gateways - Power BI and Troubleshooting Analyze in Excel, can also be helpful.

Habilitar o ponto de extremidade XMLAEnabling the XMLA endpoint

O ponto de extremidade XMLA pode ser habilitado nas capacidades Power BI Premium, Premium por usuário e Power BI Embedded.The XMLA endpoint can be enabled on both Power BI Premium, Premium Per User, and Power BI Embedded capacities. Em capacidades menores, como uma A1 com apenas 2,5 GB de memória, você poderá encontrar um erro nas configurações de capacidade ao tentar definir o ponto de extremidade XMLA para Leitura/Gravação e selecionar Aplicar.On smaller capacities, such as an A1 capacity with only 2.5 GB of memory, you might encounter an error in Capacity settings when trying to set the XMLA Endpoint to Read/Write and then selecting Apply. O erro indica "Houve um problema com as configurações da carga de trabalho.The error states "There was an issue with your workload settings. Tente novamente em alguns minutos.".Try again in a little while.".

Confira algumas opções:Here are a couple things to try:

  • Limite o consumo de memória de outros serviços na capacidade, como fluxos de dados, a 40% ou menos, ou desabilite completamente um serviço desnecessário.Limit the memory consumption of other services on the capacity, such as Dataflows, to 40% or less, or disable an unnecessary service completely.
  • Atualize a capacidade para um SKU maior.Upgrade the capacity to a larger SKU. Por exemplo, atualizar de uma capacidade A1 para A3 resolve o problema de configuração sem precisar desabilitar os fluxos de dados.For example, upgrading from an A1 to an A3 capacity solves this configuration issue without having to disable Dataflows.

Você também deve habilitar a configuração Exportar dados no nível do locatário no portal de administração do Power BI.Keep in-mind, you must also enable the tenant-level Export data setting in the Power BI Admin Portal. Essa configuração também é necessária para o recurso Analisar no Excel.This setting is also required for the Analyze in Excel feature.

Estabelecer uma conexão clienteEstablishing a client connection

Após a habilitação do ponto de extremidade XMLA, recomendamos testar a conectividade com um espaço de trabalho na capacidade.After enabling the XMLA endpoint, it's a good idea to test connectivity to a workspace on the capacity. Para saber mais, confira Conectar a um workspace Premium.To learn more, see Connecting to a Premium workspace. Além disso, leia a seção Requisitos de conexão para obter dicas úteis e informações sobre as limitações de conectividade XMLA atuais.Also, be sure to read the section Connection requirements for helpful tips and information about current XMLA connectivity limitations.

Conectar com uma entidade de serviçoConnecting with a service principal

Se você habilitou configurações de locatário para permitir que entidades de serviço usem APIs do Power BI, conforme descrito em Habilitar entidades de serviço, poderá se conectar a um ponto de extremidade XMLA usando uma entidade de serviço.If you've enabled tenant settings to allow service principals to use Power BI APIs, as described in Enable service principals, you can connect to an XMLA endpoint by using a service principal. A entidade de serviço requer o mesmo nível de permissões de acesso no workspace ou no nível de conjunto de dados que usuários comuns.Keep in mind the service principal requires the same level of access permissions at the workspace or dataset level as regular users.

Para usar uma entidade de serviço, especifique as informações de identidade do aplicativo na cadeia de conexão, como:To use a service principal, be sure to specify the application identity information in the connection string as:

  • User ID=<app:appid@tenantid>
  • Password=<application secret>

Por exemplo:For example:

Data Source=powerbi://api.powerbi.com/v1.0/myorg/Contoso;Initial Catalog=PowerBI_Dataset;User ID=app:91ab91bb-6b32-4f6d-8bbc-97a0f9f8906b@19373176-316e-4dc7-834c-328902628ad4;Password=6drX...;

Se você receber o seguinte erro:If you receive the following error:

"Não podemos nos conectar ao conjunto de dados devido a informações de conta incompletas."We cannot connect to the dataset due to incomplete account information. Para entidades de serviço, especifique a ID do locatário junto com a ID do aplicativo usando o formato aplicativo:<appId>@<tenantId> e tente novamente."For service principals, make sure you specify the tenant ID together with the app ID using the format app:<appId>@<tenantId>, then try again."

Especifique a ID do locatário com a ID do aplicativo usando o formato correto.Make sure you specify the tenant ID together with the app ID using the correct format.

Também é válido especificar a ID do aplicativo sem a ID do locatário.It's also valid to specify the app ID without the tenant ID. No entanto, nesse caso, você deve substituir o alias myorg na URL da fonte de dados pela ID de locatário real.However, in this case, you must replace the myorg alias in the data source URL with the actual tenant ID. O Power BI pode localizar a entidade de serviço no locatário correto.Power BI can then locate the service principal in the correct tenant. Como prática recomendada, use o alias myorg e especifique a ID do locatário com a ID do aplicativo no parâmetro ID de usuário.But, as a best practice, use the myorg alias and specify the tenant ID together with the app ID in the User ID parameter.

Conectar com o Azure Active Directory B2BConnecting with Azure Active Directory B2B

Com o suporte para B2B (business-to-business) do Azure AD (Azure Active Directory ) no Power BI, você pode fornecer aos usuários convidados externos acesso a conjuntos de dados por meio do ponto de extremidade XMLA.With support for Azure Active Directory (Azure AD) business-to-business (B2B) in Power BI, you can provide external guest users with access to datasets over the XMLA endpoint. Habilite a configuração Compartilhar conteúdo com usuários externos no portal de administração do Power BI.Make sure the Share content with external users setting is enabled in the Power BI Admin portal. Para saber mais, confira Distribuição do conteúdo do Power BI para usuários convidados externos com o Azure AD B2B.To learn more, see Distribute Power BI content to external guest users with Azure AD B2B.

Implantar um conjunto de dadosDeploying a dataset

Você pode implantar um projeto de modelo tabular do Visual Studio (SSDT) em um workspace atribuído a uma capacidade Premium, de forma muito parecida com um recurso de servidor no Azure Analysis Services.You can deploy a tabular model project in Visual Studio (SSDT) to a workspace assigned to a Premium capacity, much the same as to a server resource in Azure Analysis Services. No entanto, durante a implantação, há algumas considerações adicionais.However, when deploying there are some additional considerations. Examine a seção Implantar projetos de modelo do Visual Studio (SSDT) no artigo Conectividade do conjunto de dados com o ponto de extremidade XMLA.Be sure to review the section Deploy model projects from Visual Studio (SSDT) in the Dataset connectivity with the XMLA endpoint article.

Implantar um novo modeloDeploying a new model

Na configuração padrão, o Visual Studio tenta processar o modelo como parte da operação de implantação para carregar dados no conjunto a partir das fontes de dados.In the default configuration, Visual Studio attempts to process the model as part of the deployment operation to load data into the dataset from the data sources. Conforme descrito em Implantar projetos de modelo do Visual Studio (SSDT), essa operação pode falhar porque as credenciais da fonte de dados não podem ser especificadas como parte da operação de implantação.As described in Deploy model projects from Visual Studio (SSDT), this operation can fail because data source credentials cannot be specified as part of the deployment operation. Em vez disso, se as credenciais da sua fonte de dados ainda não estiverem definidas para nenhum dos conjuntos de dados existentes, você deverá especificar as credenciais da fonte de dados nas configurações do conjunto usando a interface do usuário do Power BI (Conjunto de dados > Configurações > Credenciais da fonte de dados > Editar credenciais).Instead, if credentials for your data source aren't already defined for any of your existing datasets, you must specify the data source credentials in the dataset settings using the Power BI user interface (Datasets > Settings > Data source credentials > Edit credentials). Após a definição das credenciais da fonte de dados, o Power BI poderá aplicar essas credenciais automaticamente a qualquer novo conjunto de dados, depois que a implantação de metadados for bem-sucedida e o conjunto tiver sido criado.Having defined the data source credentials, Power BI can then apply the credentials to this data source automatically for any new dataset, after metadata deployment has succeeded and the dataset has been created.

Se o Power BI não puder associar o novo conjunto de dados às credenciais da fonte de dados, você receberá um erro indicando "Não é possível processar o banco de dados.If Power BI cannot bind your new dataset to data source credentials, you will receive an error stating "Cannot process database. Motivo: Falha ao salvar as modificações no servidor."Reason: Failed to save modifications to the server." com o código de erro "DMTS_DatasourceHasNoCredentialError", como mostrado abaixo:with the error code "DMTS_DatasourceHasNoCredentialError", as shown below:

Erro da implantação de modelo

Para evitar a falha de processamento, defina as Opções de Implantação > Opções de Processamento para Não Processar, como mostrado na imagem a seguir.To avoid the processing failure, set the Deployment Options > Processing Options to Do not Process, as shown in the following image. O Visual Studio implanta apenas os metadados.Visual Studio then deploys only metadata. Você pode configurar as credenciais da fonte de dados e clicar em Atualizar agora para o conjunto de dados na interface do usuário do Power BI.You can then configure the data source credentials, and click on Refresh now for the dataset in the Power BI user interface.

Opção Não Processar

Novo projeto de um conjunto de dados existenteNew project from an existing dataset

Não há suporte para a criação de um projeto tabular no Visual Studio por meio da importação dos metadados de um conjunto de dados existente.Creating a new tabular project in Visual Studio by importing the metadata from an existing dataset is not supported. No entanto, você pode se conectar ao conjunto de dados usando o SQL Server Management Studio, gerar scripts com os metadados e reutilizá-los em outros projetos tabulares.However, you can connect to the dataset by using SQL Server Management Studio, script out the metadata, and reuse it in other tabular projects.

Migrar um conjunto de dados para o Power BIMigrating a dataset to Power BI

É recomendável especificar o nível de compatibilidade 1500 (ou superior) para modelos tabulares.It's recommended you specify the 1500 (or higher) compatibility level for tabular models. Esse nível de compatibilidade oferece suporte à maioria dos recursos e tipos de fonte de dados.This compatibility level supports the most capabilities and data source types. Os níveis de compatibilidade posteriores são compatíveis com níveis anteriores.Later compatibility levels are backwards compatible with earlier levels.

Provedores de dados com suporteSupported data providers

No nível de compatibilidade 1500, o Power BI dá suporte aos seguintes tipos de fonte de dados:At the 1500 compatibility level, Power BI supports the following data source types:

  • Fontes de dados do provedor (herdadas com uma cadeia de conexão nos metadados de modelo).Provider data sources (legacy with a connection string in the model metadata).
  • Fontes de dados estruturadas (introduzidas com o nível de compatibilidade 1400).Structured data sources (introduced with the 1400 compatibility level).
  • Declarações M embutidas de fontes de dados (conforme o Power BI Desktop as declara).Inline M declarations of data sources (as Power BI Desktop declares them).

Recomendamos que você use fontes de dados estruturadas, que o Visual Studio criará por padrão ao passar por Importar fluxo de dados.It's recommended you use structured data sources, which Visual Studio creates by default when going through the Import data flow. No entanto, se você estiver planejando migrar para o Power BI um modelo existente que usa uma fonte de dados de provedor, verifique se essa fonte depende de um provedor de dados com suporte.However, if you are planning to migrate an existing model to Power BI that uses a provider data source, make sure the provider data source relies on a supported data provider. Especificamente, o Driver do Microsoft OLE DB para SQL Server e qualquer driver ODBC de terceiros.Specifically, the Microsoft OLE DB Driver for SQL Server and any third-party ODBC drivers. Para o Driver do OLE DB para SQL Server, você deve alternar a definição da fonte de dados para o Provedor de Dados .NET Framework para SQL Server.For OLE DB Driver for SQL Server, you must switch the data source definition to the .NET Framework Data Provider for SQL Server. Para drivers ODBC de terceiros que podem estar indisponíveis no serviço do Power BI, você deve alternar para uma definição de fonte de dados estruturada.For third-party ODBC drivers that might be unavailable in the Power BI service, you must switch to a structured data source definition instead.

Também recomendamos substituir o Driver do Microsoft OLE DB para SQL Server (SQLNCLI11) desatualizado em suas definições de fonte de dados do SQL Server pelo Provedor de Dados .NET Framework para SQL Server.It's also recommended you replace the outdated Microsoft OLE DB Driver for SQL Server (SQLNCLI11) in your SQL Server data source definitions with the .NET Framework Data Provider for SQL Server.

A tabela a seguir fornece um exemplo de cadeia de conexão do Provedor de Dados .NET Framework para SQL Server que substitui uma cadeia de conexão correspondente para o Driver do OLE DB para SQL Server.The following table provides an example of a .NET Framework Data Provider for SQL Server connection string replacing a corresponding connection string for the OLE DB Driver for SQL Server.

OLE DB Driver for SQL ServerOLE DB Driver for SQL Server Provedor de dados do .NET Framework para SQL Server.NET Framework Data Provider for SQL Server
Provider=SQLNCLI11;Data Source=sqldb.database.windows.net;Initial Catalog=AdventureWorksDW;Trusted_Connection=yes; Data Source=sqldb.database.windows.net;Initial Catalog=AdventureWorksDW2016;Integrated Security=SSPI;Encrypt=true;TrustServerCertificate=false

Fontes de partição de referência cruzadaCross-referencing partition sources

Assim como há vários tipos de fonte de dados, também há vários tipos de fonte de partição que um modelo tabular pode incluir a fim de importar dados para uma tabela.Just as there are multiple data source types, there are also multiple partition source types a tabular model can include to import data into a table. Especificamente, uma partição pode usar uma fonte de partição de consulta ou uma fonte de partição M.Specifically, a partition can use a query partition source or an M partition source. Esses tipos de fonte de partição, por sua vez, podem referenciar fontes de dados de provedor ou fontes de dados estruturadas.These partition source types, in turn, can reference provider data sources or structured data sources. Enquanto os modelos tabulares no Azure Analysis Services dão suporte à referência cruzada desses vários tipos de partição e fontes de dados, o Power BI aplica uma relação mais estrita.While tabular models in Azure Analysis Services support cross-referencing these various data source and partition types, Power BI enforces a more strict relationship. As fontes de partição de consulta devem referenciar fontes de dados de provedor, e as fontes de partição M devem referenciar fontes de dados estruturadas.Query partition sources must reference provider data sources, and M partition sources must reference structured data sources. Outras combinações que não têm suporte no Power BI.Other combinations are not supported in Power BI. Caso você queira migrar um conjunto de dados de referência cruzada, a seguinte tabela descreve as configurações com suporte:If you want to migrate a cross-referencing dataset, the following table describes supported configurations:

Fonte de dadosData source Origem da partiçãoPartition source ComentáriosComments Compatível com o ponto de extremidade XMLASupported with XMLA endpoint
Fonte de dados do provedorProvider data source Fonte de partição de consultaQuery partition source O mecanismo AS usa a pilha de conectividade baseada em cartucho para acessar a fonte de dados.The AS engine uses the cartridge-based connectivity stack to access the data source. SimYes
Fonte de dados do provedorProvider data source Origem da partição MM partition source O mecanismo AS converte a fonte de dados do provedor em uma fonte de dados estruturada genérica e usa o Mecanismo de Mashup para importar dados.The AS engine translates the provider data source into a generic structured data source and then uses the Mashup engine to import the data. NãoNo
Fonte de dados estruturadaStructured data source Fonte de partição de consultaQuery partition source O mecanismo AS encapsula a consulta nativa na fonte de partição em uma expressão M e usa o Mecanismo de Mashup para importar os dados.The AS engine wraps the native query on the partition source into an M expression and then uses the Mashup engine to import the data. NãoNo
Fonte de dados estruturadaStructured data source Origem da partição MM partition source O mecanismo AS usa o Mecanismo de Mashup para importar os dados.The AS engine uses the Mashup engine to import the data. SimYes

Fontes de dados e representaçãoData sources and impersonation

As configurações de representação que você pode definir para fontes de dados do provedor não são relevantes para o Power BI.Impersonation settings you can define for provider data sources are not relevant for Power BI. O Power BI usa um mecanismo diferente baseado nas configurações do conjunto de dados para gerenciar as credenciais da fonte de dados.Power BI uses a different mechanism based on dataset settings to manage data source credentials. Por isso, selecione Conta de Serviço se você estiver criando uma Fonte de dados de provedor.For this reason, make sure you select Service Account if you are creating a Provider Data Source.

Representar conta de serviço

Processamento refinadoFine-grained processing

Quando é disparada uma atualização agendada ou sob demanda no Power BI, ele normalmente atualiza todo o conjunto de todos.When triggering a scheduled refresh or on-demand refresh in Power BI, Power BI typically refreshes the entire dataset. Em muitos casos, é mais eficiente executar atualizações de forma mais seletiva.In many cases, it's more efficient to perform refreshes more selectively. Você pode realizar tarefas de processamento refinado no SSMS (SQL Server Management Studio), conforme mostrado abaixo ou usando ferramentas ou scripts de terceiros.You can perform fine-grained processing tasks in SQL Server Management Studio (SSMS) as shown below, or by using third-party tools or scripts.

Processar tabelas no SSMS

Substituições no comando Refresh no TMSLOverrides in Refresh TMSL command

Substituições no Comando Refresh (TMSL) permitem que os usuários escolham uma definição de consulta de partição diferente ou uma definição de fonte de dados para a operação de atualização.Overrides in Refresh command (TMSL) allow users choosing a different partition query definition or data source definition for the refresh operation. No momento, não há suporte para substituições.Currently, overrides are not supported. Um erro, "A associação fora de linha não é permitida no Power BI Premium.An error, "Out-of-line binding is not allowed in Power BI Premium. Para obter mais informações, consulte 'suporte para leitura/gravação em XMLA' na documentação do produto".For additional information, see 'XMLA read/write support' in the product documentation." é retornado.is returned.

Erros no SSMS – Premium Gen 2Errors in SSMS - Premium Gen 2

Execução de consultaQuery execution

Quando conectado a um workspace em uma capacidade do Premium Gen2 ou do Embedded Gen2, o SQL Server Management Studio pode exibir o seguinte erro:When connected to a workspace in a Premium Gen2 or an Embedded Gen2 capacity, SQL Server Management Studio may display the following error:

Executing the query ...
Error -1052311437:

Isso ocorre porque as bibliotecas de cliente instaladas com o SSMS v18.7.1 não dão suporte ao rastreamento de sessão.This occurs because client libraries installed with SSMS v18.7.1 do not support session tracing. Isso é resolvido no SSMS 18,8 e superior.This is resolved in SSMS 18.8 and higher. Baixe o SSMS mais recente.Download the latest SSMS.

Operações de atualizaçãoRefresh operations

Ao usar o SSMS v18.7.1 ou anterior para executar uma operação de atualização de execução prolongada (> 1 min) em um conjunto de dados de uma capacidade do Premium Gen2 ou do Embedded Gen2, o SSMS poderá exibir uma mensagem de erro como a seguinte, ainda que a operação de atualização tenha sucesso:When using SSMS v18.7.1 or lower to perform a long running (>1 min) refresh operation on a dataset in a Premium Gen2 or an Embedded Gen2 capacity, SSMS may display an error like the following even though the refresh operation succeeds:

Executing the query ...
Error -1052311437:
The remote server returned an error: (400) Bad Request.

Technical Details:
RootActivityId: 3716c0f7-3d01-4595-8061-e6b2bd9f3428
Date (UTC): 11/13/2020 7:57:16 PM
Run complete

Isso ocorre devido a um problema conhecido nas bibliotecas de cliente em que o status da solicitação de atualização é incorretamente rastreado.This is due to a known issue in the client libraries where the status of the refresh request is incorrectly tracked. Isso é resolvido no SSMS 18,8 e superior.This is resolved in SSMS 18.8 and higher. Baixe o SSMS mais recente.Download the latest SSMS.

Editando as associações de função no SSMSEditing role memberships in SSMS

Ao usar o SSMS (SQL Server Management Studio) versão 18.8 para editar uma associação de função em um conjunto de dados, o SSMS pode exibir o seguinte erro:When using the SQL Server Management Studio (SSMS) v18.8 to edit a role membership on a dataset, SSMS may display the following error:

Failed to save modifications to the server. 
Error returned: ‘Metadata change of current operation cannot be resolved, please check the command or try again later.’ 

Isso ocorre devido a um problema conhecido na API REST dos serviços de aplicativos.This is due to a known issue in the app services REST API. Isso será resolvido em uma versão futura.This will be resolved in an upcoming release. Enquanto isso, para contornar esse erro, em Propriedades de função, clique em Script e insira e execute o seguinte comando TMSL:In the meantime, to get around this error, in Role Properties, click Script, and then enter and execute the following TMSL command:

{ 
  "createOrReplace": { 
    "object": { 
      "database": "AdventureWorks", 
      "role": "Role" 
    }, 
    "role": { 
      "name": "Role", 
      "modelPermission": "read", 
      "members": [ 
        { 
          "memberName": "xxxx", 
          "identityProvider": "AzureAD" 
        }, 
        { 
          "memberName": “xxxx” 
          "identityProvider": "AzureAD" 
        } 
      ] 
    } 
  } 
} 

Erro de publicação – Conjunto de dados ativo conectadoPublish Error - Live connected dataset

Ao republicar um conjunto de dados ativo conectado utilizando o conector Analysis Services, o seguinte erro pode ser mostrado:When republishing a live connected dataset utilizing the Analysis Services connector, the following error may be shown:

Erro não foi possível publicar no Power BI.

Conforme indicado na mensagem de erro, para resolver esse problema, exclua ou renomeie o conjunto de dados existente.As stated in the error message, to resolve this issue, either delete or rename the existing dataset. Além disso, republique todos os aplicativos que dependem do relatório.Also be sure to republish any apps that are dependent on the report. Se necessário, os usuários downstream também devem ser informados para atualizar qualquer indicador com o novo endereço de relatório, a fim de garantir que eles acessem o relatório mais recente.If necessary, downstream users should also be informed to update any bookmarks with the new report address to ensure they access the latest report.

Alias de workspace/servidorWorkspace/server alias

Ao contrário do Azure Analysis Services, os aliases de nome do servidor não são compatíveis com os workspaces do Power BI Premium.Unlike Azure Analysis Services, server name aliases are not supported for Premium workspaces.

Atualização do conjunto de dados por meio do ponto de extremidade XMLADataset refresh through the XMLA endpoint

A data e a hora da última atualização são mostradas em vários locais no Power BI como Colunas atualizadas em relatórios e listas, Detalhes do conjunto de dados, Configurações do conjunto de dados e Histórico de atualizações do conjunto de dados.Last refresh date and time is shown in a number of places in Power BI such as Refreshed columns in reports and lists, Dataset details, Dataset settings, and Dataset refresh history. Atualmente, a data e as horas de atualização mostradas no Power BI não incluem operações de atualização executadas por meio do ponto de extremidade XMLA usando o TMSL/TOM, o SSMS ou ferramentas de terceiros.Currently, refresh date and times shown in Power BI do not include refresh operations performed through the XMLA endpoint by using TMSL/TOM, SSMS, or third-party tools.

DISCOVER_M_EXPRESSIONSDISCOVER_M_EXPRESSIONS

No momento, não há suporte para a DMV (exibição de gerenciamento de dados) DISCOVER_M_EXPRESSIONS no Power BI usando o ponto de extremidade XMLA.The DMV DISCOVER_M_EXPRESSIONS data management view (DMV) is currently not supported in Power BI using the XMLA Endpoint. Os aplicativos podem usar o TOM (modelo de objetos Tabular) para obter as expressões M usadas pelo modelo de dados.Applications can use the Tabular object model (TOM) to obtain M expressions used by the data model.

Consulte tambémSee also

Conectividade do conjunto de dados com o ponto de extremidade XMLADataset connectivity with the XMLA endpoint
Automatizar tarefas de conjunto de dados e workspace Premium com entidades de serviçoAutomate Premium workspace and dataset tasks with service principals
Solução de problemas para análise no ExcelTroubleshooting Analyze in Excel
Implantação de solução de modelo tabularTabular model solution deployment