Introdução aos pipelines de implantação

No mundo atual, a análise é uma parte vital da tomada de decisões em quase todas as organizações. O uso crescente do Power BI como uma ferramenta de análise exige que ele use mais dados, seja atrativo e fácil de usar. E, acima de tudo, o Power BI precisa estar sempre disponível e ser confiável. Para atender a esses requisitos, os criadores do BI devem colaborar com eficiência.

A ferramenta pipelines de implantação permite que os criadores de BI gerenciem o ciclo de vida do conteúdo organizacional. Ela é uma ferramenta eficiente e reutilizável para criadores em uma empresa com capacidade Premium. Os pipelines de implantação permitem que os criadores desenvolvam e testem o conteúdo do Power BI no serviço do Power BI antes que esse conteúdo seja consumido pelos usuários. Os tipos de conteúdo incluem relatórios, relatórios paginados, dashboards, conjuntos de dados e fluxos de dados.

A ferramenta é projetada como um pipeline com três estágios:

  • Desenvolvimento

    Esse estágio é usado para projetar, criar e carregar novos conteúdos com outros criadores. É o primeiro estágio em pipelines de implantação.

  • Teste

    Você estará pronto para entrar no estágio de teste depois de fazer todas as alterações necessárias no conteúdo. Você carregará o conteúdo modificado, de modo que ele possa ser movido para esse estágio de teste. Veja três exemplos do que pode ser feito no ambiente de teste:

    • Compartilhar conteúdo com testadores e revisores

    • Carregar e executar testes com grandes volumes de dados

    • Testar seu aplicativo para ver como ele será exibido aos usuários finais

  • Produção

    Depois de testar o conteúdo, use o estágio de produção para compartilhar a versão final do seu conteúdo com os usuários empresariais em toda a organização.

Uma captura de tela de um pipeline de implantação em funcionamento, com todos os três estágios (implantação, teste e produção) preenchidos.

Próximas etapas