Recurso de IO: Proteção e Recuperação de Dados - Básico para Padronizado

Nesta página

Introdução Introdução
Requisito: Serviços de backup e recuperação definidos para servidores críticos Requisito: Serviços de backup e recuperação definidos para servidores críticos
Ponto de verificação: Serviços de backup e recuperação definidos para servidores críticos Ponto de verificação: Serviços de backup e recuperação definidos para servidores críticos

Introdução

Proteção e Recuperação de Dados é o quarto recurso de Otimização de Infra-estrutura Central. A tabela a seguir lista os desafios de alto nível, as soluções aplicáveis e os benefícios de se passar para o nível Padronizado em Proteção e Recuperação de Dados.

Desafios

Soluções

Benefícios

Desafios comerciais

Nenhuma diretiva de gerenciamento de dados padrão, o que cria dados isolados na rede: em pastas de compartilhamento de arquivos, servidores despadronizados, perfis pessoais, sites e PCs locais

Serviços de arquivamento e backup precários ou inexistentes dificultam a conformidade com os regulamentos

A falta de um plano de recuperação de desastres pode resultar em perda de dados e sistemas críticos

Desafios de TI

A falha ou corrupção de hardware significa uma perda de dados catastrófica

A administração de servidor é cara

A equipe de TI não dispõe de ferramentas para o gerenciamento de backup e restauração

Projetos

Implementar soluções de backup e restauração para servidores críticos

Consolidar e migrar servidores de arquivos e de impressão para simplificar o processo de backup e restauração

Implantar ferramentas de proteção de dados para servidores críticos

Benefícios comerciais

Uma estratégia de gerenciamento de dados eficiente favorece a estabilidade na organização e melhora a produtividade

Padrões para gerenciamento de dados permitem aplicar diretivas e definir SLAs, melhorando o relacionamento da empresa com a TI

Uma abordagem estratégica ao gerenciamento de dados permite melhores procedimentos de recuperação de dados, o que oferece à empresa uma plataforma robusta

A organização está próxima de implementar a conformidade normativa

Benefícios de TI

Os dados de aplicativos críticos são armazenados em um lugar seguro fora do local da TI

Diretivas básicas foram estabelecidas  para garantir o acesso a mídias físicas (fitas, dispositivos óticos) quando necessário

O nível Padronizado no Modelo de Otimização de Infra-estrutura aborda as principais áreas de Proteção e Recuperação de Dados, incluindo serviços de backup e recuperação definidos para servidores críticos. Esse nível requer que sua organização tenha procedimentos e ferramentas estabelecidas para gerenciar o backup e a recuperação de dados em servidores críticos.

Requisito: Serviços de backup e recuperação definidos para servidores críticos

Público-alvo

Você deve ler esta seção se não tiver uma solução de backup e restauração para 80% ou mais de seus servidores críticos.

Visão geral

As tecnologias de backup e recuperação oferecem a base das estratégias de proteção de dados que ajudam as organizações a atender aos seus requisitos de disponibilidade e acessibilidade de dados. O armazenamento, a restauração e a recuperação são as principais atividades operacionais de gerenciamento de armazenamento relacionadas a um dos bens empresariais mais importantes: os dados corporativos.

Os centros de dados podem usar componentes redundantes e tecnologias de tolerância a falhas (como clusters de servidor e espelhamento de software ou hardware) para garantir a alta disponibilidade com a replicação de dados cruciais. No entanto, apenas essas tecnologias não podem resolver os problemas causados por corrupção ou exclusão de dados, que podem ocorrer devido a erros em aplicativos, vírus, violações de segurança ou erros do usuário.

Pode existir também um requisito para reter informações em um formato para arquivamento, como, por exemplo, para fins de auditoria jurídica ou do setor; esse requisito pode abranger dados transacionais, documentos e informações de colaboração, como email. Portanto, é necessário ter uma estratégica de proteção de dados que inclua um esquema de backup e recuperação abrangente para proteger os dados contra qualquer tipo de interrupção ou desastre imprevisto ou para atender aos requisitos de retenção de dados do setor.

As orientações a seguir foram baseadas nos guias de implementação da Windows Server System Reference Architecture para serviços de backup e recuperação (podem estar em inglês).

Fase 1: Avaliação

A fase Avaliação examina a necessidade comercial de backup e recuperação e faz um inventário dos processos de backup e recuperação atualmente definidos. As atividades de backup garantem que os dados sejam armazenados adequadamente e que estejam disponíveis tanto para restauração quanto para recuperação, de acordo com os requisitos comerciais. O design de soluções de backup e recuperação precisa levar em conta os requisitos de negócios da organização e seu ambiente operacional.

Fase 2: Identificação

A meta da fase Identificação da sua solução de backup e recuperação é identificar os repositórios de dados visados e priorizar a natureza crítica dos dados. Os dados críticos devem ser definidos como os dados necessários para o funcionamento da empresa, e devem estar em conformidade com as leis e regulamentos aplicáveis. Quaisquer soluções de backup e recuperação implantadas devem ser previsíveis, confiáveis e capazes de cumprir os regulamentos e de processar dados com a maior rapidez possível.

Os desafios enfrentados no gerenciamento de dados são:

  • Gerenciar o crescimento dos volumes de dados.

  • Gerenciar a infra-estrutura de armazenamento para melhorar a qualidade do serviço, como definido pelos contratos de nível de serviço e, ao mesmo tempo, reduzir a complexidade e os custos de controle.

  • Integrar os aplicativos com os requisitos de armazenamento e gerenciamento de dados.

  • Operar em janelas de backup de dados breves ou inexistentes.

  • Dar suporte a sistemas de TI existentes que não podem executar as tecnologias mais recentes.

  • Gerenciar ilhas de tecnologia com administração descentralizada.

  • Avaliar o valor dos dados de forma que as estratégias mais apropriadas possam ser aplicadas a cada tipo de dados.

Como o processo de backup e restauração de todos os dados organizacionais é muito importante, este tópico descreve as diretivas e os procedimentos para backup e restauração que você deve implementar em servidores críticos, a fim de passar do nível Básico para o Padronizado com êxito.

Fase 3: Avaliação e planejamento

Na fase Avaliação e planejamento, você deve levar em consideração vários pontos de dados para determinar a solução de backup e recuperação adequada à sua organização. Esses requisitos podem incluir:

  • Quantidade de dados a ser armazenada.

  • Crescimento projetado dos dados.

  • Desempenho do backup e restauração.

  • Necessidades de backup e restauração de bancos de dados.

  • Requisitos de backup de emails.

  • Tabelas para backups e restaurações.

  • Requisitos de arquivamento de dados (armazenamento fora do local).

  • Identificação de restrições.

  • Seleção e aquisição de componentes de infra-estrutura de armazenamento.

  • Plano de monitoramento e gerenciamento de armazenamento.

  • Teste da estratégia de backup.

Consulte o gerenciamento de armazenamento do Microsoft Operations Framework (pode estar em inglês) para obter mais informações.

Plano de backup

Ao desenvolver um plano de backup e recuperação para servidores críticos, você deve levar em consideração os seguintes fatores:

  • Modo de backup

  • Tipo de backup

  • Topologia de backup

  • Plano de serviço

O Data Protection Manager (DPM) da Microsoft é um aplicativo de servidor que proporciona proteção e recuperação de dados baseadas em disco para servidores de arquivos na rede. O Guia de Planejamento e Implantação do DPM contém muitas informações sobre a configuração de um plano de backup e recuperação.

Modos de backup

O modo de backup determina como o backup deve ser executado em relação aos dados a serem incluídos nele. Há duas maneiras de executar os backups de dados:

  • Backups online. Os backups são feitos enquanto os dados permanecem acessíveis aos usuários.

  • Backups offline. Os backups são feitos enquanto os dados estão inacessíveis aos usuários.

Tipos de backup

Vários tipos de backup podem ser usados para backups online e offline. O SLA, a janela de backup e o requisito de tempo de recuperação de um ambiente individual determinam que método ou combinação de métodos é ideal para ele.

  • Backup total. Inclui todos os arquivos em todos os discos.

  • Backup incremental. Inclui os arquivos que tiverem sido adicionados ou alterados desde o último backup incremental.

  • Backup diferencial. Inclui os arquivos que tiverem sido adicionados ou alterados desde o último backup total.

Topologias de backup

Originalmente, o único tipo de tecnologia de armazenamento que exigia backup envolvia discos rígidos conectados diretamente a adaptadores de armazenamento em servidores. Hoje em dia, esse tipo de armazenamento é conhecido como armazenamento conectado diretamente, ou DAS (Direct-Attached Storage). O cenário de backup e recuperação mudou consideravelmente com o desenvolvimento de tecnologias como Storage Area Network (SAN) e Network Attached Storage (NAS). Os ambientes SAN, em particular, fornecem uma oportunidade significativa de otimizar e simplificar o processo de backup e recuperação.

  • Backup e recuperação de servidor local (DAS). Cada servidor está conectado a seu próprio dispositivo de backup.

  • Backup e recuperação baseados em LAN (NAS). Esta é uma arquitetura de várias camadas na qual alguns servidores de backup dão início a trabalhos e coletam metadados sobre os dados de backup (também conhecidos como dados de controle) enquanto outros servidores (designados como servidores de mídia) realizam a tarefa real de gerenciar os dados dos quais está sendo feito backup.

    Backup e recuperação baseados em LAN

  • Backup e recuperação baseados em SAN. Nesta topologia, você pode passar a operação de cópia de backup real do host de produção para um sistema de host secundário.

    Backup e recuperação baseados em SAN

Plano de serviço

Você precisa levar em consideração muitos fatores ao criar seu serviço de backup e recuperação. Entre os fatores a serem considerados, incluem-se:

  • Prioridades de backup e recuperação rápidos - Recovery Time Objective (RTO).

  • A freqüência com que os dados mudam.

  • Restrições de tempo na operação de backup.

  • Mídia de armazenamento.

  • Requisitos de retenção de dados.

  • Prevalência dos dados recuperados – Recovery Point Objective (RPO).

Para obter mais informações sobre RTO e RPO, visite http://www.microsoft.com/technet/technetmag/issues/2006/10/FailoverClusters/.

Plano de recuperação

Mesmo o melhor plano de backup pode ser ineficaz se não houver um plano de recuperação em vigor. A seguir, apresentamos alguns dos elementos de um bom plano de recuperação de dados.

Verificar backups

Verificar backups é um passo crítico na recuperação de desastres. Você não pode recuperar dados a menos que tenha um backup válido.

Fazer backup de arquivos de log existentes antes de qualquer restauração

Uma boa prevenção é fazer backup de todos os arquivos de log existentes antes de restaurar um servidor. Se houver perda de dados ou um conjunto de backup mais antigo for restaurado por engano, os logs ajudarão você a recuperar.

Executar simulações periódicas

Uma simulação avalia sua capacidade de se recuperar de um desastre e certifica seus planos de recuperação de desastres. Crie um ambiente de teste e experimente realizar uma recuperação total de dados. Certifique-se de usar dados de backups de produção e de anotar o tempo que levará para recuperar dos dados. Isso inclui recuperar dados de armazenamento fora do local.

Criar um kit para desastres

Planeje com antecedência, criando um kit de desastres que inclua uma folha de configuração da partição do disco rígido, de hardware e de sistema operacional, uma configuração de RAID e assim por diante. Esse material é muito fácil de compilar e pode minimizar o tempo de recuperação que, em grande parte, pode ser gasto na localização de informações ou de discos necessários para configurar o sistema de recuperação.

Fase 4: Implantação

Depois da implantação dos componentes de infra-estrutura de armazenamento apropriados e da definição do plano de serviço de backup e restauração, a organização pode instalar a solução de armazenamento e as ferramentas de monitoramento e gerenciamento associadas no ambiente de TI.

Operações

O monitoramento e gerenciamento dos recursos de gerenciamento de rede para backup e recuperação usados no ambiente de produção são tarefas extremamente importantes. Independentemente do processo ser centralizado ou distribuído, as tecnologias e os processos para backup e recuperação devem ser gerenciados. Seja como for, deverá existir a capacidade de monitorar e analisar facilmente a disponibilidade, a capacidade e o desempenho de sistemas de gerenciamento de armazenamento.

O SRM (gerenciamento de recursos de armazenamento) é uma atividade importante de gerenciamento de armazenamento cujo objetivo é garantir que os dispositivos de armazenamento importantes, como discos, sejam formatados e instalados com os sistemas de arquivos apropriados.

Normalmente, as ferramentas usadas no ambiente de produção para monitorar e gerenciar os recursos de armazenamento consistem em funções fornecidas como parte dos sistemas operacionais instalados e/ou funções oferecidas com outras soluções, como o Microsoft Data Protection Manager.

O uso de um sistema de gerenciamento de recursos de armazenamento requer treinamento e conhecimento adequados. É necessário entender alguns dos conceitos básicos necessários para monitorar e gerenciar os recursos com êxito, bem como para analisar os resultados. Além disso, selecionar a ferramenta certa para o trabalho certo aumenta a capacidade do grupo de operações de garantir a disponibilidade, a capacidade e o desempenho dos recursos de dados e armazenamento.

Mais informações

Ponto de verificação: Serviços de backup e recuperação definidos para servidores críticos

Requisitos

Um plano de backup de dados e recuperação foi criado para 80% ou mais de seus servidores críticos.

 

Exercícios foram usados para teste dos planos.

Se você concluiu as etapas listadas acima, sua organização atendeu ao requisito mínimo do nível Padronizado para serviços de backup e recuperação definidos para servidores críticos.

Recomendamos seguir outras práticas recomendadas abordadas nos guias de implementação de serviços de backup e recuperação da Windows Server System Reference Architecture e do gerenciamento de armazenamento do Microsoft Operations Framework (podem estar em inglês).

Vá para a próxima pergunta da auto-avaliação.