Funções escalares definidas pelo usuário para OLTP na Memória

Aplica-se a: simSQL Server (todas as versões compatíveis) SimBanco de Dados SQL do Azure

No SQL Server 2016 (13.x), você pode criar e remover funções escalares definidas pelo usuário compiladas de modo nativo. Também pode alterar essas funções definidas pelo usuário. A compilação nativa melhora o desempenho da avaliação de funções definidas pelo usuário no Transact-SQL.

Quando você altera uma função escalar definida pelo usuário e compilada nativamente, o aplicativo permanecerá disponível enquanto a operação estiver sendo executada e a nova versão da função estiver sendo compilada.

Para obter os constructos T-SQL com suporte, veja Recursos com suporte para módulos T-SQL compilados de modo nativo.

Criando, ignorando e alterando funções definidas pelo usuário

Você pode usar CREATE FUNCTION para criar a função escalar definida pelo usuário e compilada nativamente, a função DROP FUNCTION para remover a função definida pelo usuário e a função ALTER FUNCTION para alterar a função. BEGIN ATOMIC WITH é necessário para as funções definidas pelo usuário.

Para saber mais sobre a sintaxe com suporte e as restrições, veja os tópicos a seguir.

O procedimento armazenado sp_recompile (Transact-SQL) pode ser usado com a função escalar definida pelo usuário e compilada de modo nativo. Isso fará a função ser recompilada usando a definição que existe nos metadados.

O exemplo a seguir mostra uma UDF escalar do banco de dados de exemplo AdventureWorks2016CTP3 .

CREATE FUNCTION [dbo].[ufnLeadingZeros_native](@Value int)   
RETURNS varchar(8)   
WITH NATIVE_COMPILATION, SCHEMABINDING  
AS   
BEGIN ATOMIC WITH (TRANSACTION ISOLATION LEVEL = SNAPSHOT, LANGUAGE = N'English')  
  
    DECLARE @ReturnValue varchar(8);  
    SET @ReturnValue = CONVERT(varchar(8), @Value);  
       DECLARE @i int = 0, @count int = 8 - LEN(@ReturnValue)  
  
    WHILE @i < @count  
       BEGIN  
            SET @ReturnValue = '0' + @ReturnValue;  
            SET @i += 1  
       END  
  
    RETURN (@ReturnValue);  
  
END  

Chamando funções definidas pelo usuário

As funções escalares definidas pelo usuário e compiladas nativamente podem ser usadas em expressões, no mesmo local que as funções escalares internas e as funções escalares interpretadas definidas pelo usuário. As funções escalares definidas pelo usuário e compilados também podem ser usadas com a instrução EXECUTE em uma instrução Transact-SQL e em um procedimento armazenado compilado nativamente.

Você pode usar essas funções escalares definidas pelo usuário em procedimentos armazenados compilados nativamente e funções definidas pelo usuário e compiladas nativamente, onde as funções internas forem permitidas. Você também pode usar funções escalares definidas pelo usuário e compiladas nativamente em módulos tradicionais de Transact-SQL.

Você pode usar essas funções escalares definidas pelo usuário em modo de interoperabilidade, sempre que uma função escalar interpretada definida pelo usuário puder ser usada. Esse uso está sujeito a limitações de transação entre contêineres, conforme descrito na seção Níveis de isolamento com suporte para transações entre contêineres no Transações com tabelas com otimização de memória. Para obter mais informações sobre o modo de interoperabilidade, veja Acessando tabelas com otimização de memória usando Transact-SQL interpretado.

As funções escalares definidas pelo usuário e compiladas nativamente exigem um contexto de execução explícito. Para obter mais informações, veja Cláusula EXECUTE AS (Transact-SQL). EXECUTE AS CALLER não tem suporte. Para obter mais informações, veja EXECUTE (Transact-SQL).

Para obter a sintaxe com suporte para as instruções Execute do Transact-SQL, para funções escalares definidas pelo usuário e compiladas de modo nativo, veja EXECUTE (Transact-SQL). Para obter a sintaxe com suporte para executar as funções definidas pelo usuário em um procedimento armazenado compilado de modo nativo, veja Recursos com suporte em módulos T-SQL compilados de modo nativo.

Dicas e parâmetros

O suporte para tabela, junção e dicas de consulta dentro de funções escalares definidas pelo usuário e compiladas nativamente é igual ao suporte para essas dicas para procedimentos armazenados compilados nativamente. Assim como acontece com funções escalares interpretadas definidas pelo usuário, as dicas de consulta incluídas com uma consulta Transact-SQL que fazem referência a uma função escalar definida pelo usuário e compilada nativamente não afetam o plano de consulta para essa função definida pelo usuário.

Os parâmetros com suporte para as funções escalares definidas pelo usuário e compiladas nativamente são todos com suporte para procedimentos armazenados compilados nativamente, desde que os parâmetros sejam permitidos para funções escalares definidas pelo usuário. Um exemplo de um parâmetro com suporte é o parâmetro com valor de tabela.

Associada a esquema

O item a seguir aplica-se a funções escalares definidas pelo usuário compiladas de modo nativo.

  • Deve ser associada a um esquema, usando o argumento WITH SCHEMABINDING no CREATE FUNCTION e ALTER FUNCTION.

  • Não pode ser descartada ou alterada quando referenciada por um procedimento armazenado de associação a esquema ou função definida pelo usuário.

SHOWPLAN_XML

Funções escalares definidas pelo usuário compiladas de modo nativo dão suporte a SHOWPLAN_XML. Ele segue o esquema geral SHOWPLAN_XML, assim como acontece com procedimentos armazenados compilados nativamente. O elemento base para as funções definidas pelo usuário é <UDF>.

STATISTICS XML não tem suporte para funções escalares definidas pelo usuário e compiladas nativamente. Quando você executa uma consulta que referencia a função definida pelo usuário, com STATISTICS XML habilitado, o conteúdo de XML é retornado sem a parte da função definida pelo usuário.

Permissões

Assim como acontece com procedimentos armazenados compilados nativamente, as permissões para objetos referenciados de uma função escalar definida pelo usuário e compilada nativamente são verificadas quando a função é criada. CREATE FUNCTION falhará se o usuário representado não tiver as permissões corretas. Se as alterações de permissão fizerem o usuário representado perder as permissões corretas, haverá falha nas execuções subsequentes da função definida pelo usuário.

Quando você usa uma função escalar definida pelo usuário e compilada nativamente dentro de um procedimento armazenado compilado nativamente, as permissões para executar a função definida pelo usuário serão verificadas quando o procedimento externo tiver sido criado. Se o usuário representado pelo procedimento externo não tiver permissões EXEC para a função definida pelo usuário, haverá falha na criação do procedimento armazenado. Se as alterações de permissão fizerem o usuário perder as permissões de EXEC, ocorrerá falha na execução do procedimento externo.

Consulte Também

Funções internas (Transact-SQL)
Salvar um plano de execução em formato XML