Introdução ao Hyper-V no Windows 10

O Hyper-V substitui o Microsoft Virtual PC.

Seja você um desenvolvedor de software, um profissional de TI ou um entusiasta de tecnologia, muitos de vocês precisam executar vários sistemas operacionais. Em vez de dedicar hardware físico para cada uma de suas máquinas, o Hyper-V permite que você execute um sistema operacional ou sistema de computador como máquinas virtuais no Windows.

Especificamente, o Hyper-V fornece a virtualização de hardware. Isso significa que cada máquina virtual é executada em hardware virtual. O Hyper-V permite que você crie discos rígidos virtuais, comutadores virtuais e um número de outros dispositivos virtuais que podem ser adicionados a máquinas virtuais.

Motivos para usar a virtualização

A virtualização permite que você:

  • Execute um software que exija versões mais antigas do Windows ou sistemas operacionais que não sejam Windows.

  • Experimente com outros sistemas operacionais. O Hyper-V facilita muito a tarefa de criar e remover diferentes sistemas operacionais.

  • Teste o software em vários sistemas operacionais usando várias máquinas virtuais. Com o Hyper-V, você pode executar todos elos em um único computador desktop ou laptop. As máquinas virtuais podem ser exportadas e, em seguida, importadas em qualquer outro sistema Hyper-V, incluindo o Azure.

  • Solucione problemas de máquinas virtuais de qualquer implantação do Hyper-V. Você pode exportar uma máquina virtual do seu ambiente de produção, abri-la em sua área de trabalho que está executando o Hyper-V, solucionar problemas de sua máquina virtual e, em seguida, exportá-la novamente para o ambiente de produção.

  • Usando a rede virtual, você pode criar um ambiente de várias máquinas para teste/desenvolvimento/demonstração enquanto garante que isso não afetará a rede de produção.

Requisitos do sistema

O Hyper-V está disponível nas versões de 64 bits do Windows Professional, Enterprise e Education do Windows 8 e superior. Ele não está disponível no Windows Home Edition.

Faça o upgrade do Windows 10 Home para o Windows 10 Professional abrindo Configurações > Atualização e Segurança > Ativação. Aqui você pode visitar a loja e adquirir uma atualização.

A maioria dos computadores executará o Hyper-V, no entanto, as máquinas virtuais exigem recursos significativos, pois elas estão executando um sistema operacional completo. Em geral, você pode executar uma ou mais máquinas virtuais em um computador com 4 GB de RAM, embora seja necessário mais recursos para máquinas virtuais adicionais ou para instalar e executar softwares cheios de recursos, como jogos, edição de vídeo ou software de design de engenharia.

Seu computador precisará de SLAT (Conversão de Endereços de Segundo Nível). Ela está presente na geração atual de processadores de 64 bits da Intel e da AMD. Você também precisará de uma versão de 64 bits do Windows.

Para obter mais informações sobre os requisitos do sistema do Hyper-V e como verificar se o Hyper-V pode ser executado em seu computador, consulte a Referência sobre os requisitos do Hyper-V.

Sistemas operacionais que você pode executar em uma máquina virtual

O termo "convidado" refere-se a uma máquina virtual e "host" refere-se ao computador que executa a máquina virtual. O Hyper-V no Windows dá suporte a muitos sistemas operacionais convidados diferentes, incluindo várias versões do Linux, FreeBSD e Windows.

Lembre-se que você precisará ter uma licença válida para qualquer sistema operacional usado nas máquinas virtuais.

Para obter informações sobre quais sistemas operacionais têm suporte como convidados no Hyper-V no Windows, consulte Sistemas operacionais convidados do Windows com suporte e Sistemas operacionais convidados do Linux com suporte.

Diferenças entre o Hyper-V no Windows e no Windows Server

Há alguns recursos que funcionam de forma diferente no Hyper-V no Windows de quando o Hyper-V é executado no Windows Server.

O modelo de gerenciamento de memória é diferente para o Hyper-V no Windows. Em um servidor, a memória do Hyper-V é gerenciada com a suposição de que somente as máquinas virtuais são executados no servidor. No Hyper-V no Windows, a memória é gerenciada com a expectativa de que a maioria dos computadores cliente executa software em host além das máquinas virtuais em execução. Por exemplo, um desenvolvedor pode estar executando o Visual Studio, bem como várias máquinas virtuais no mesmo computador.

Há alguns recursos incluídos no Hyper-V no Windows Server que não estão incluídos no Hyper-V no Windows. Como por exemplo:

  • Virtualização de GPUs usando RemoteFX
  • Migração dinâmica de máquinas virtuais de um host para outro.
  • Réplica do Hyper-V
  • Fibre Channel Virtual
  • Sistema de rede SR-IOV
  • .VHDX compartilhado

Limitações

O uso de virtualização tem limitações. Os recursos ou aplicativos que dependem de hardware específico não funcionarão bem em uma máquina virtual. Por exemplo, jogos ou aplicativos que exigem processamento com GPUs podem não funcionar muito bem. Além disso, aplicativos que dependem de temporizadores inferiores a 10 ms, como aplicativos de mixagem de música ao vivo ou de tempos de alta precisão, podem apresentar problemas se executados em uma máquina virtual.

Além disso, se você tiver o Hyper-V habilitado, os aplicativos sensíveis à latência e alta precisão também poderão ter problemas para serem executados no host. Isso é porque com a virtualização habilitada, o sistema operacional host também é executado sobre a camada de virtualização do Hyper-V, da mesma forma que sistemas operacionais convidados. No entanto, ao contrário dos convidados, o sistema operacional host é especial porque tem acesso direto a todo o hardware, o que significa que os aplicativos com requisitos especiais de hardware ainda podem ser executados sem problemas no sistema operacional host.

Próximas etapas

Instalar o Hyper-V no Windows 10