Visual Studio Icon Notas de versão do Visual Studio 2017 versão 15.6


Comunidade de Desenvolvedores | Requisitos de Sistema | Compatibilidade | Código Distribuível | Termos de Licença | Blogs | Problemas Conhecidos



Observação

Esta não é a versão mais recente do Visual Studio. Para baixar a versão mais recente, visite as notas sobre a versão atual para o Visual Studio 2019.


Para baixar o Visual Studio 2017, clique no botão de download e faça o logon com a sua Assinatura do Visual Studio quando for solicitado. Se você não tiver uma Assinatura do Visual Studio, poderá criá-la gratuitamente clicando em "Criar uma nova conta Microsoft" na página de logon. É recomendável usar o Visual Studio 2019 para obter os recursos e as correções de bugs mais recentes.

Visite a página da versão anterior para baixar outros produtos do Visual Studio 2017.


Novidades na versão 15.6

Versões do Visual Studio 2017 versão 15.6


Resumo dos novos recursos importantes na versão 15.6

Principais problemas corrigidos na 15.6

Estes são os problemas informados pelo cliente solucionados na 15.6:

Confira todos os problemas informados pelos clientes corrigidos no Visual Studio 2017 versão 15.6.

The Developer Community Portal


Detalhes das novidades na 15.6

Release Notes Icon Visual Studio 2017 versão 15.6.0

lançada em 5 de março de 2018

Novos recursos na 15.6

Desempenho

No 15.6, continuamos melhorando o desempenho da carga de solução, especificamente para cenários nos quais os resultados de build de tempo de design são armazenados em cache. Soluções grandes em C# e Visual Basic serão carregadas duas vezes mais rápido que antes quando uma solução já tiver sido aberta em um computador.

Carregamento da solução do .NET Core

Concentramos os trabalhos no .NET Core e, de acordo com nossas medições de laboratório, os clientes podem esperar tempos de carregamento de solução, em média, 20% mais rápidos.

Notificações de Capacidade de Resposta da Interface do Usuário

Para fornecer mais transparência com relação ao impacto das extensões na confiabilidade e no desempenho, o Visual Studio executará uma análise em tempo real para determinar se é provável que uma extensão tenha causado a falta de capacidade de resposta. Se uma extensão for determinada como sendo a responsável pela falta de resposta, o Visual Studio exibirá uma notificação que permitirá ao usuário desabilitar a extensão suspeita ou suprimir notificações futuras para essa extensão (Figura 1).

UI Responsiveness notification with option to disable
(Figura 1) Opção de notificação de capacidade de resposta da interface do usuário para desabilitar a extensão ou suprimir notificações futuras

Instalação e Configuração

  • Com esta versão, os usuários sem direitos administrativos podem criar um layout do Visual Studio que permita que não administradores criem uma instalação de rede offline.
  • Quando você instalar o Visual Studio pela primeira vez ou atualizá-lo da Web, você verá uma experiência de instalação nova e mais transparente para o Instalador do Visual Studio. Nos bastidores, nada mudou – mas a nova experiência mostra detalhadamente o que está acontecendo (Figura 2).
Improved transparency setup for Visual Studio Installer
(Figura 2) Instalação de transparência aprimorada para o Instalador do Visual Studio
Adicionamos suporte para pausar (Figura 3) sua instalação e retomá-la (Figura 4) posteriormente.
Pause your installation
(Figura 3) Pausar a instalação
Resume your installation
(Figura 4) Retomar a instalação
Detalhes da Instalação

Com os detalhes da nova instalação (Figura 5) , você pode ver o tamanho do download, o percentual do download concluído e a taxa do download. Você também pode ver o número total de pacotes que estão sendo instalados e quantos restam.

Observação

Se você pausar a instalação e retomá-la mais tarde, o progresso será aplicável ao restante do download e da instalação e não iniciará da contagem anterior.

Installation details
(Figura 5) Detalhes de instalação
Instalação de IDE
  • Simplificamos o processo de atualização, fazendo com que a notificação de atualização no Visual Studio leve você diretamente para o instalador, em vez de Extensões e Atualizações.

  • As cargas de trabalho "ASP.NET e desenvolvimento Web" e "Desenvolvimento de multiplataforma do .NET Core" foram atualizadas para incluir "Ferramentas de nuvem para desenvolvimento Web". Esse componente contém tudo que é necessário para consumir o Azure Functions de dentro do Visual Studio.

    Observação

    Ao atualizar da 15.6 Preview 3 para a Preview 4 ou superior, o computador poderá reiniciar automaticamente sem confirmar com o usuário ou notificá-lo.

Aperfeiçoamentos no Editor
  • Adicionamos Ctrl+D como o atalho para Edit.Duplicate no mapeamento de teclado padrão. A sequência de teclas anterior (Ctrl+E, V) ainda funciona e está disponível em todos os esquemas de mapeamento de teclado.
  • Adicionamos o comando Expandir Seleção, que permite que você expanda sucessivamente sua seleção até o próximo bloco lógico. Você pode usar os atalhos Shift+Alt+= para expandir e Shift+Alt+- para reduzir a seleção atual.

Aprimoramentos nas ferramentas e na linguagem F#

Muitas melhorias foram feitas ao F# e às respectivas ferramentas nesta versão. A mais significativa delas está relacionada a projetos do SDK do .NET Core. Como sempre, contribuições significativas da comunidade também foram reunidas aqui.

Compilador F# e melhorias na biblioteca do Core
  • Correções de bug e melhorias de desempenho, por ncave, Vasily Kirichenko e a Microsoft.
  • As coleções do F# agora implementam IReadonlyList e IReadonlyDictionary, por Saul Rennison.
  • Suporte a NativePtr.ByRef adicionado, por mjmckp.
  • Suporte a Async.StartImmediateAsTask adicionado, por Onur Gumus.
  • Suporte a Seq.transpose, Array.transpose e List.transpose adicionado, por Patrick McDonald.
  • Uma regressão em tipos System.Tuple definidos no código F# não dando mais suporte a .Item1/.Item2/etc. foi corrigida. Como esses tipos de tupla agora são 100% sinônimos da sintaxe de tupla do F#, apresentamos um aviso ao usar essas propriedades. Consulte a solicitação de pull vinculada para obter mais detalhes.
  • Uma regressão e outra correção de bug na ordem de inferência para parâmetros de tipo resolvidos estaticamente foram corrigidas, por Gustavo Leon e pela Microsoft.
  • A propriedade IsSerializable para tipos de F# em FSharp.Core para .NET Standard foi habilitada. Tipos de F# como Option e Async agora são serializáveis para .NET Core e .NET Standard.
  • O pacote FSharp.Core foi atualizado para a versão 4.3.4 e inclui todas as alterações no FSharp.Core para esta versão.
Aprimoramentos de ferramentas de F#
  • A ordenação de arquivos para projetos baseados em SDK do .NET Core foi implementada, incluindo Adicionar Acima/Abaixo, suporte a pastas e atualização da interface do usuário do Visual Studio sem a necessidade de recarregar o projeto.
  • O suporte para vários destinos de projetos com base no SDK do .NET Core foi implementado.
  • Os arquivos compartilhados agora são compatíveis com projetos baseados no SDK do .NET Core.
  • Projetos do .NET Standard podem ser referenciados por projetos do F#/.NET Framework.
  • Melhorias no relatório de erros, por Vasily Kirichenko e Eugene Auduchinok.
  • Melhorias de desempenho, por Vasily Kirichenko, Eugene Auduchinok, Daniel Wedelich e a Microsoft.
  • Correções de preenchimento automático mais preciso com várias correções de bug, por Vasily Kirichenko e a Microsoft.
  • Membros estáticos em namespaces não abertos estão disponíveis na conclusão, por Vasily Kirichenko.
  • Símbolos de namespace aparecem em Realce do Documento e Localizar Todas as Referências, por Vasily Kirichenko.
  • O código de Diretrizes Estruturadas foi disponibilizado para outros editores (VSCode, VS para Mac, Rider), por Eugene Auduchinok.
  • Melhores diretrizes recolhidas e estruturadas para construtores de F#, por Eugene Auduchinok.
  • Instruções abertas não são mais simplificadas no analisador de Simplificar Nomes, por Vasily Kirichenko.
  • A exibição dos campos de IL sbyte e byte em QuickInfo agora é compatível, por Vasily Kirichenko.
  • A correção de código de declaração não utilizada não é mais disparada por funções ou métodos de F# não chamadas, por Vasily Kirichenko.
  • Arrastar e soltar entre pastas nos projetos do .NET Framework agora é compatível, por Paulo Nobre.
  • A correção de código e o analisador de declarações não utilizadas agora podem ser alternados.
  • Correções de bug e melhorias de desempenho, por Eugene Auduchinok e a Microsoft.
  • O código cercado por #if INTERACTIVE agora define novos recursos de suporte do IDE que não exigem verificação de tipo, por Eugene Auduchinok.
  • Uma reversão inadvertida de uma correção para a janela "Novo arquivo" vazia em projetos F#/ASP.NET (.NET Framework) mais antigos foi corrigida, por Loïc Denuzière.
Melhorias à infraestrutura de F# e a software livre
  • Uma atualização do controle de versão de RFC foi implementada.
  • Todos os arquivos de localização usados no compilador e as respectivas ferramentas estão disponíveis no GitHub e podem aceitar contribuições da comunidade.
  • Builds noturnos podem ser produzidos em uma hora; o tempo anteriormente era de 4+ horas.
  • Removemos nossa dependência no SDK do Windows 10 para colaboradores de software livre.
  • Assemblies satélite e FSharp.Core.resources.dll agora estão incluídos no SDK do compilador F#.
  • O compilador não recompila mais a si mesmo na base de código do Visual F# se as informações sobre o assembly não foram alteradas.
  • ToString() é implementado para FSharpSymbolUse para facilitar a pesquisa em todos os resultados de uso de símbolos durante a depuração das ferramentas do editor, por Eugene Auduchinok.

Para ver o log de alterações de confirmação completo para a versão 15.6, consulte nossa marcação.

Observação

Veja todos os problemas atuais conhecidos e as soluções alternativas disponíveis no Visual Studio 2017 versão 15.6.

Melhorias do Visual C++

  • Esta versão contém uma correção para o problema de segurança PDB descrito em CVE-2018-1037.
  • Crie projetos do CMake da caixa de diálogo Adicionar Novo Projeto.
  • Agora, você pode escolher se deseja gerar automaticamente o cache de CMake ao abrir novos projetos de CMake no Visual Studio.
  • Os testes CTest, Google Test e Boost.Test em projetos de CMake são descobertos e listados automaticamente no Gerenciador de Testes.
  • Adicione Boost Tests de unidade ao seu projeto com facilidade com modelos de item do Boost.Test. Agora, os Boost Tests de unidade usam a biblioteca dinâmica de Boost.
  • Suporte para garantia de supressão de cópia do C++17.
  • Suporte interno para Android NDK r15c para desenvolvimento do Android.
  • Suporte nas ferramentas do Android do Visual Studio para aplicativos Android criados com o nível 25 do SDK e inferior para implantação e execução em dispositivos Oreo.
  • Mais avanço rumo à implementação da Biblioteca Padrão do C++17, incluindo APIs como stable_sort, partição, vector::emplace_back embutido em paralelo e <memory_resource>, segundo os padrões do C++17.
  • Arquivos de inclusão ausentes serão descobertos automaticamente para Abrir Pasta do C++ se eles existirem sob a raiz do workspace, mesmo que não tenham sido explicitamente adicionados ao caminho de inclusão.
  • As opções de depuração estão disponíveis para Suporte a GCC de ARM inserido. Clique com o botão direito do mouse no binário, escolha Configurações de Depuração e de Inicialização e selecione o Microcontrolador de depuração do C/C++.
  • A Otimização Guiada por Perfil está habilitada e é totalmente compatível com o ARM64.
  • Adição de mais regras à extensão de Verificação de Diretrizes Principais do C++, o que ajuda a tornar seu código mais claro, seguro e de fácil manutenção.
    • Uma extensão da Verificação Principal do C++ para detectar o uso de referências indiretas com um tempo de vida que está fora do escopo.
    • 5 novas verificações impondo regras relativas a estouro de inteiro, bem como regras adicionais das Diretrizes Principais do C++.
    • A Verificação Principal do C++ agora inclui um conjunto de regras de análise de código para detectar estouros aritméticos.
  • Suporte para a execução de análise de código de arquivo único (ou em sua seleção de arquivos, no Gerenciador de Soluções); os menus Compilar e Analisar foram limpos. "Executar Análise de Código" não executa mais geração de código, que acelera as execuções de análise.
  • Erros de IntelliSense para configurações inativas são exibidos como linhas onduladas roxas no editor. O número de configurações para processar é configurável em Ferramentas > Opções.
  • Aprimoramentos de tempo de compilação significativos:
    • O compilador otimiza o seu código para ele ser executado mais rapidamente, por meio de otimizações aprimoradas de loops previamente incrementados, bem como a identificação e a propagação aprimoradas de dados globais constantes em LTCG.
    • Os tempos de compilação serão menores que os da versão 15.5. O front-end do compilador é de 3 a 5% mais rápido na maioria das entradas. O otimizador do compilador é 3% mais rápido, devido à redução da sobrecarga de algoritmos de otimização do núcleo. Além disso, grandes compilações de LTCG são 10% mais rápidas devido a estruturas de dados reprojetadas.
  • A sobrecarga de geração de arquivo de mapa é reduzida em cenários de vinculação completa. Ainda é recomendável usar arquivos PDB em vez de arquivos de mapa.
  • O compilador MSVC dá suporte ao comutador /Qspectre em todas as arquiteturas, incluindo x86, x64, ARM e ARM64.

Compilador C#

O compilador C# agora é compatível com:

  • Servidor de compilador no CoreCLR, para desempenho de taxa de transferência de build.
  • Assinatura de nome forte no CoreCLR (opção /keyfile, todos os sistemas operacionais).

Além de várias correções de bug e uma alteração significativa (veja a lista atual de alterações significativas), foram feitas duas alterações de linguagem secundárias aos recursos de linguagem da versão 7.2:

Ferramentas do Visual Studio para Xamarin

Esta versão inclui Xamarin.iOS 11.8 e Xamarin.Android 8.2.

Visualização Dinâmica de XAML com o Simulador de iOS

O Xamarin Live Player permite que desenvolvedores implantem, testem e depurem de maneira contínua seus aplicativos usando apenas o Visual Studio e um dispositivo iOS ou Android. Suporte adicional à versão 15.5 do Visual Studio 2017, para permitir que os desenvolvedores visualizem alterações em tempo real do XAML diretamente no Android Emulator sem a necessidade de uma recompilação ou reimplantação. Esta versão oferece essa funcionalidade para o Simulador de iOS Remoto para Windows.

Python

Para esta versão, removemos a necessidade de um banco de dados de conclusão para obter o IntelliSense em pacotes instalados (Figura 6) . Isso significa que, em vez de aguardar até quatro horas após a instalação de um pacote, você agora terá conclusões em apenas alguns segundos para pacotes populares, tais como numpy e pandas.

Python completions for the pandas package
(Figura 6) Conclusões do Python para o pacote do panda

Adicionamos a capacidade de personalizar a cor usada para cadeias de caracteres de documentos quando elas são usados em uma classe ou função, bem como os padrões de expressão regular detectados como parte de uma chamada para a biblioteca do re (Figura 7) . Elas podem ser alteradas em Ferramentas > Fontes > Cores, "Documentação do Python" e "Expressão Regular do Python".

Example of highlighted doc-string and regular expression
(Figura 7) Exemplo de cadeia de caracteres de documento e de expressão regular realçadas

Por fim, para os usuários do Anaconda, estamos realizando experimentos com detecção e a integração de conda. Quando habilitados, seus ambientes conda serão exibidos automaticamente no Visual Studio e usaremos conda em vez de pip para gerenciar pacotes. Veja a postagem no blog Novidades do Python no Visual Studio 15.6 para obter mais informações.

Depuração e Diagnóstico

Ferramenta de Uso de CPU

A Ferramenta de Uso de CPU pode exibir as pilhas de chamadas lógicas para código assíncrono (também conhecido como 'Costura de Pilhas de Chamadas Assíncronas') (Figura 8) .

  • Para ver as pilhas de chamadas lógicas (ou seja, ' pilhas de chamadas costuradas'), ative a configuração de "Costurar Código Assíncrono" no menu suspenso Filtro da ferramenta de Uso de CPU.

  • O código assíncrono em execução em nome de uma função pai ou tarefa será exibido como um filho nas exibições de Árvore de Chamadas e de Chamador/Receptor.

  • Essa alteração torna mais fácil navegar pelo código assíncrono e entender suas características de desempenho.

    Observação

    Esse recurso pode levar muito tempo para produzir as pilhas de chamadas lógicas por alguns padrões de código assíncrono. Você pode cancelar a análise e desativar a configuração se necessário. Esse comportamento só está disponível durante a criação de perfil de estilo post-mortem, usando a página de inicialização do Criador de Perfil de Desempenho, aberta com ALT-F2. Quando a ferramenta de Uso de CPU é usada durante a depuração, ele não mostra as pilhas de chamadas lógicas.

Logical Call Stack Tree with Call Stack Stitching in effect
(Figura 8) Árvore de Pilhas de Chamadas Lógicas com Costura de Pilhas de Chamadas em vigor

A ferramenta de Uso de CPU, disponível durante a Depuração (F5) na janela de Ferramentas de Diagnóstico e no Criador de Perfil de Desempenho (ALT-F2), agora exibe realce de linha de origem, com base no consumo de CPU de linhas de código específicas (Figura 9) .

  • Nas exibições de Árvore de Chamadas ou de Chamador/Receptor da ferramenta de Uso de CPU, o código-fonte da função selecionada é exibido com o consumo da CPU indicado em cada linha de código-fonte da função.

  • Se o desempenho de CPU de uma função é uma preocupação, agora você pode determinar de forma específica quais linhas de código-fonte da função são responsáveis pelo consumo da CPU quando a função estava em execução.

    Observação

    Este recurso requer que as informações de origem sejam incluídas no PDB gerado, que é controlado pelas configurações do projeto. Os projetos para PDBs que não têm informações de origem não serão exibidos na atribuição de linha ou no arquivo de origem.

CPU Usage tool with source line highlighting
(Figura 9) Ferramenta de Uso de CPU com realce de linha de código-fonte
Suporte a Nome do Thread

De acordo com os comentários do usuário, agora o depurador é capaz de exibir os nomes de thread definidos por meio das APIs de SetThreadDescription na depuração de despejo. Este recurso requer que os despejos sejam coletados no Windows 10 Fall Creators Update ou builds posteriores.

Depurador de Instantâneos

Se você estiver trabalhando em um aplicativo ASP.NET em execução no Serviço de Aplicativo do Azure e quiser experimentar Snappoints ou Logpoints, você poderá fazer isso selecionando "Depurador de Instantâneos (Serviço de Aplicativo do Azure)" na lista suspensa de Destino de Depuração (Figura 10) .

Start Snapshot Debugger for ASP.NET application
(Figura 10) Iniciar o Depurador de Instantâneos para o aplicativo ASP.NET

Produtividade do .NET

Na versão prévia 2 da versão 15.6, adicionamos a capacidade de navegar até fontes descompiladas. Quando habilitado, invocar Ir para Definição ou Inspecionar Definição em qualquer membro ou tipo referenciado mostrará sua definição com corpos de método reconstruídos por meio da descompilação ILSpy. Para ativar esse recurso, vá para Ferramentas > Opções > Editor de Texto > C# > Avançado > Habilitar navegação para códigos-fonte descompilados (Figura 11) .

Navigate to decompiled sources
(Figura 11) Navegue até códigos-fonte descompilados

Também adicionamos mais algumas opções de .NET EditorConfig:

  • dotnet_prefer_inferred_tuple_names
  • dotnet_prefer_inferred_anonymous_type_member_names

Observação

Para ver todas as opções de convenção do .NET, confira Configurações de convenção de codificação do .NET para o EditorConfig.

Ferramentas da Web do Visual Studio

  • O Gerenciador de Soluções tem uma nova funcionalidade para projetos do .NET Core chamada "aninhamento de arquivos", que permite que os usuários controlem a forma como os arquivos relacionados são exibidos no Gerenciador de Soluções.
  • A experiência de publicação de projeto foi atualizada.
  • Na caixa de diálogo Novo Projeto:
    • a lista suspensa que permite que você selecione uma versão do .NET Framework foi movida para a parte inferior da caixa de diálogo e não funciona mais como um filtro para o modelo.
    • para o nó "Web", o subnó "Site" foi renomeado para "Versões Anteriores".
  • A lista suspensa de depuração para projetos MVC 5 e WebForms:
    • permite que os usuários selecionem o Depurador de Instantâneos para aplicativos implantados pelo Serviço de Aplicativo do Azure.
    • foi atualizada para ter o mesmo gesto de seleção de navegador que o usado em projetos do ASP.NET Core.

Ferramentas de Entrega Contínua

Para soluções sob controle do código-fonte, você pode clicar no bloco Entrega Contínua no Team Explorer para configurar build e implantações automatizados para seu aplicativo.

Configurar Ferramentas de Entrega Contínua
  • Adicionamos suporte para TFVC como um provedor de controle do código-fonte. Você pode configurar a entrega contínua para soluções no controle do código-fonte em um projeto de equipe de TFVC do VSTS (Figura 12) .
Configure Continuous Delivery for projects in a VSTS TFVC project
(Figura 12) Configurar Entrega Contínua para projetos em um projeto TFVC do VSTS
  • Adicionamos compatibilidade com a autenticação GIT via SSH. Você pode configurar a entrega contínua para soluções no controle do código-fonte em um repositório GIT do GitHub ou do VSTS com a autenticação por SSH habilitada.

  • Introduzimos o suporte a projetos em contêineres. Você pode configurar a entrega contínua para soluções com suporte ao Docker e projetos do ASP.NET Core direcionadas ao Serviço de Aplicativo do Azure no Linux (Aplicativo Web para Contêineres) (Figura 13) . O padrão da caixa de diálogo Configurar Entrega Contínua será criar um novo Serviço de Aplicativo do Azure em Linux (Aplicativo Web para Contêineres) e um Registro de Contêiner do Azure, se ainda não existir nenhum em sua assinatura do Azure.

Configure Continuous Delivery to Azure dialog for App Service on Linux
(Figura 13) Caixa de diálogo Configurar Entrega Contínua para o Azure para o Serviço de Aplicativo no Linux

Team Explorer

Suporte à marcação Git

Adicionamos maior compatibilidade com marcações GIT. Agora você pode criar, excluir e enviar marcações por push. Na página de Marcações, você pode exibir todas as marcas no seu repositório e criar um novo branch de uma marcação. Isso foi um dos nossos recursos mais solicitados via UserVoice.

Para usuários do Visual Studio Team Services, você pode conferir os branches de solicitação de pull. Esse recurso torna mais fácil examinar solicitações de pull, testar alterações e compilar seu código.

Ferramentas para Desenvolvedores da Plataforma Universal do Windows

O SDK do Windows 10 Insider Preview (Build 17095) pode ser instalado como um componente opcional com a carga de trabalho de desenvolvimento da Plataforma Universal do Windows.

Extensibilidade

Versões de arquivo para um número de executáveis do Visual Studio – devenv.exe, blend.exe, wdexpress.exe e vsga.exe – refletem a versão secundária (por exemplo, 15.6. *).

Observação

Isso não afeta nenhuma funcionalidade, mas talvez seja necessário atualizar o código externo dependente de números de versão do arquivo executável.

Gerenciador de Testes

Nova Exibição de Hierarquia

O Gerenciador de Testes no Visual Studio agora tem uma exibição de hierarquia (Figura 14) que organiza os testes por Projeto, Namespace e Classe. Essa exibição pode ser ativada e desativada usando o botão de hierarquia localizado na parte superior da janela do Gerenciador de Testes, ao lado do botão Agrupar Por.

Test Explorer Hierarchy View
(Figura 14) Exibição de Hierarquia do Gerenciador de Testes

Esse recurso não apenas facilita muito a navegação pelos seus testes, mas também fornece melhores comentários sobre testes em um piscar de olhos.

  • Os "nós pai" na hierarquia (Projeto, Namespace e Classe) exibirão um ícone de teste com falha se eles contiverem pelo menos um teste com falha.
  • Nós pai também são seguidos por um número que resume quantos testes o agrupamento contém. A duração em milissegundos mostrada à direita de um nó pai é o tempo total que os testes dentro desse grupo levaram para ser executados.
Detecção de testes em tempo real

Os testes são descobertos automaticamente com a Detecção de testes em tempo real (Figura 15) sem exigir que você crie um projeto gerenciado. Isso permite que o Gerenciador de Testes permaneça em sincronia com alterações de código, tais como adicionar, remover ou editar testes. Observe que, ao contrário do recurso Exibição de Hierarquia descrito acima, o qual está disponível para todos os tipos de projetos, o recurso de detecção de testes automática só está disponível para projetos C# e Visual Basic.

Xamarin Live Player
(Figura 15) Animação do par, da implantação e dos modos de edição dinâmicos do Xamarin Live Player
Suporte a testes de Win10 IoT Core

Introduzimos o suporte a testes de aplicativos Win10 IoT Core. Testes para aplicativos UWP agora podem receber implantações, ser depurados e executados no dispositivo. Os testes são também totalmente integrados ao Gerenciador de Testes. O suporte a implantação e execução também está disponível por meio de CI do VSTS também. Assim, aplicativos Win10 IoT Core tem total suporte na edição, compilação, depuração, ciclo de teste dentro do Visual Studio e no fluxo de trabalho de integração contínua no Visual Studio Team Services.

Win10 IoT Core Testing
(Figura 16) Suporte a testes de Win10 IoT Core

Ferramentas de Build do Visual Studio

As Ferramentas de Build do Visual Studio permitem que você crie servidores de build sem instalar todo o Visual Studio. O instalador já é compatível com o C++, o ASP.NET e o .NET Core para projetos de área de trabalho. Em resposta a solicitações de cliente, estamos aprimorando as Ferramentas de Build do Visual Studio para dar suporte a tipos de projeto adicionais. Nesta versão, adicionamos suporte a projetos TypeScript e Node.js. Esperamos adicionar suporte a mais tipos de projeto em versões futuras. Este é o local de download para as Ferramentas de Build do Visual Studio para esta versão.

Ferramentas do Visual Studio ClickOnce

O ClickOnce é uma tecnologia de implantação que permite a você criar aplicativos baseados no Windows com atualização automática e que podem ser instalados e executados com interação mínima do usuário. Ele usa certificados para verificar a autenticidade do editor do aplicativo e assinar os manifestos do aplicativo e de implantação para provar que os arquivos não foram violados. Nesta versão, adicionamos suporte para assinar o aplicativo e manifestos de implantação com certificado CNG (Cryptography Next Generation).

Key Vault

Adicionamos a Extensão de Autenticação de Serviços do Azure nativa para o Visual Studio 15.6. Isso permitirá que os projetos que usam a biblioteca Microsoft.Azure.Services.AppAuthentication acessem recursos do Azure como um Key Vault, usando suas contas do Visual Studio.

Provisionamento automático do macOS

Criar aplicativos iOS com o Visual Studio no Windows acaba de ficar mais fácil. Essa versão adiciona um recurso totalmente novo chamado provisionamento automático de macOS. Em vez de precisar manter manualmente um computador de build Mac, tudo o que você precisa fazer é conectar-se ao Mac – nós cuidaremos do trabalho pesado de instalar e de configurar o computador de build com o Xamarin.iOS e o Mono bits corretos, tudo do Visual Studio.

Implantação de Wi-Fi do iOS

O Simulador de iOS Remoto, que permite que os desenvolvedores testem e depurem aplicativos iOS inteiramente no Visual Studio no Windows, está disponível para todas as edições do Visual Studio (a partir da versão 15.5), incluindo a Community Edition gratuita! O simulador é compatível com funcionalidades como rotação, simulação de local e gestos, além de incluir funcionalidades que o Simulador de iOS do Mac não tem, tais como multitoque. Isso proporciona uma experiência de simulador excelente para desenvolvedores que criam aplicativos do iOS no Windows, mas e quanto a dispositivos? Com o Visual Studio 2017 versão 15.6, você pode implantar seus aplicativos iOS pela rede com a implantação de Wi-Fi – nenhum cabo é necessário! Depois de configurar um dispositivo sem fio no Xcode, ele é exibido no Visual Studio como um destino de implantação normal.


Release Notes Icon Visual Studio 2017 versão 15.6.1 Atualização de manutenção

lançada em 8 de março de 2018

Principais problemas corrigidos na versão 15.6.1

Estes são os problemas relatados pelo cliente abordados nesta versão:


Release Notes Icon Visual Studio 2017 versão 15.6.2 Atualização de manutenção

lançada em 13 de março de 2018

Resumo de atualizações na versão 15.6.2

CVE-2018-0875: Comunicados de Segurança da Microsoft para .NET Core

A Microsoft está ciente de uma vulnerabilidade de segurança nas versões públicas do .NET Core, na qual um arquivo mal-intencionado ou uma solicitação da Web pode causar um ataque de DoS (negação de serviço).

Importante

É recomendável que os administradores do sistema atualizem os runtimes do .NET Core para as versões 1.0.10, 1.1.7 e 2.0.6. Os desenvolvedores são aconselhados a atualizar o SDK do .NET Core para as versões 1.1.8 ou 2.1.101.

Principais problemas corrigidos na versão 15.6.2

Estes são os problemas relatados pelo cliente abordados nesta versão:


Release Notes Icon Visual Studio 2017 versão 15.6.3 Atualização de manutenção

lançada em 19 de março de 2018

Resumo de atualizações na versão 15.6.3

CVE-2018-0875: Comunicados de Segurança da Microsoft para .NET Core

A Microsoft está ciente de uma vulnerabilidade de segurança nas versões públicas do .NET Core, na qual um arquivo mal-intencionado ou uma solicitação da Web pode causar um ataque de DoS (negação de serviço).

Importante

É recomendável que os administradores do sistema atualizem os runtimes do .NET Core para as versões 1.0.10, 1.1.7 e 2.0.6. Os desenvolvedores são aconselhados a atualizar o SDK do .NET Core para as versões 1.1.8 ou 2.1.101.

Principais problemas corrigidos na versão 15.6.3

Estes são os problemas relatados pelo cliente abordados nesta versão:


Release Notes Icon Visual Studio 2017 versão 15.6.4 Atualização de manutenção

lançada em 22 de março de 2018

Principais problemas corrigidos na versão 15.6.4

Estes são os problemas relatados pelo cliente abordados nesta versão:


Release Notes Icon Visual Studio 2017 versão 15.6.5 Atualização de manutenção

lançada em 4 de abril de 2018

Principais problemas corrigidos na versão 15.6.5

Estes são os problemas relatados pelo cliente abordados nesta versão:


Release Notes Icon Visual Studio 2017 versão 15.6.6 Atualização de manutenção

lançada em 10 de abril de 2018

Resumo de atualizações na versão 15.6.6

CVE-2018-1037: Comunicados de Segurança da Microsoft para Vulnerabilidade de Divulgação de Informações Confidenciais do Microsoft Visual Studio

Uma vulnerabilidade de divulgação de informações confidenciais ocorre quando o Visual Studio divulga de forma inapropriada conteúdos limitados de memória não inicializada ao compilar arquivos PDB (banco de dados de programa). Um invasor que tenha tirado proveito dessa divulgação de informações confidenciais poderia visualizar uma memória não inicializada da instância do Visual Studio usada para compilar o arquivo PDB.

Para tirar proveito desta vulnerabilidade, um invasor precisaria ter acesso a um arquivo PDB infectado criado usando uma versão vulnerável do Visual Studio. Um invasor não teria como forçar um desenvolvedor a produzir essa divulgação de informações confidenciais.

A atualização de segurança resolve a vulnerabilidade, corrigindo como os arquivos PDB são gerados quando um projeto é compilado.

Importante

Para saber mais, confira a atualização de segurança para CVE-2018-1037.

Principais problemas corrigidos na versão 15.6.6

Estes são os problemas relatados pelo cliente abordados nesta versão:

  • Esta versão corrige um problema no qual alguns usuários do Application Insights não estavam vendo indicadores de solicitações e exceções do CodeLens quando a solução era carregada pela primeira vez.

Release Notes Icon Visual Studio 2017 versão 15.6.7 Atualização de Manutenção

lançada em 26 de abril de 2018

Resumo de atualizações na versão 15.6.7

  • O VS é mais ágil na resposta ao executar operações de Git.
  • A depuração de soluções grandes com PDBs /debug:fastlink é mais robusta. Alterações no PDB/DIA levam a uma latência reduzida e a uma redução de 30% no consumo de memória heap no depurador do VS, que costumava causar falhas.

Principais problemas corrigidos na versão 15.6.7

Estes são os problemas relatados pelo cliente abordados nesta versão:

  • Correções de bug do compilador do C++:
    • Correção para o otimizador SSA incorretamente recebendo uma chamada de função passando por um repositório para uma variável usada em um manipulador __finally.
    • Correção para o otimizador de SSA às vezes analisando incorretamente cargas de memória de locais com deslocamentos negativos.
    • Correção para o otimizador incorretamente transformando um loop pré-incrementado em um loop pós-incrementado. Isso foi encontrado compilando o projeto ICU.
  • Atualizamos para o Java™ Development Kit 8, Atualização 172 (JDK versão 8u172).

Problemas conhecidos

Estamos empenhados em ouvir seus comentários. Visite o site Comunidade de Desenvolvedores para encontrar os últimos problemas, registrar novos problemas e votar a favor dos problemas existentes. Veja todos os problemas atuais conhecidos e as soluções alternativas disponíveis no Visual Studio 2017 versão 15.6.

Visual Studio 2017 Known Issues


Comentários e sugestões

Adoraríamos ouvir sua opinião! Em caso de problemas, informe-nos por meio da opção Relatar um Problema no canto superior direito do Instalador ou do próprio IDE do Visual Studio. O Report a Problem Icon está localizado no canto superior direito. Você pode fazer uma sugestão de produto ou acompanhar os problemas na Comunidade de Desenvolvedores do Visual Studio, em que você pode fazer perguntas, encontrar respostas e propor novos recursos. Você também pode obter ajuda gratuita com a instalação por meio de nosso suporte via chat ao vivo.


Blogs

Aproveite as informações e recomendações disponíveis no site Blogs de Ferramentas de Desenvolvedor para ficar em dia com as novas versões e conferir postagens detalhadas sobre uma grande variedade de recursos.

Developer Tools Blogs


Histórico de Notas de Versão do Visual Studio 2017

Para saber mais sobre as versões anteriores do Visual Studio 2017, confira a página Histórico de Notas de Versão do Visual Studio 2017.


Início da página