Planos de teste de cópia ou clone, suítes de teste e casos de teste

Azure DevOps Services | Azure DevOps Server | 2022 Azure DevOps Server | 2020 Azure DevOps Server | 2019 TFS 2018

Várias ferramentas suportam a cópia, o clone ou as operações de importação de itens de teste, tais como planos de teste, suítes de teste e casos de teste. Os casos de teste descrevem os passos a tomar para executar um teste e validar uma implementação de funcionalidade ou correção de erros. Caixas de teste de grupo de suítes de teste, e opcionalmente outras suítes de teste, em uma ordem particular. Os planos de ensaio definem uma coleção de suítes de teste para executar uma determinada iteração ou libertação.

Cada caso de teste é projetado para confirmar um comportamento específico. Os casos de teste podem pertencer a uma ou mais suítes de teste, no entanto as suítes de ensaio podem pertencer a um e único plano de teste.

Em geral, deve criar um plano de teste para cada grande marco do projeto. As operações de cópia, clone ou importação de itens de ensaio suportam os seguintes cenários:

  • Definir um plano de teste para um novo sprint ou lançamento com base num plano de teste existente
  • Importar suítes de ensaio de um plano de ensaio para outro plano de ensaio dentro do mesmo ou diferente projeto
  • Copiar casos de teste para utilização em diferentes suítes de teste e planos de teste
  • Partilhe objetos de teste em projetos
  • Mover objetos de teste de um projeto para outro, possivelmente para apoiar a consolidação de projetos em um único projeto.

Para uma visão geral dos objetos de teste e terminologia, consulte os objetos e termos do teste.

Ferramentas de cópia, clone e importação suportadas

Dependendo da versão Azure DevOps que utiliza, pode utilizar os clientes ou ferramentas listados na tabela seguinte para copiar, clonar ou importar planos de teste, suítes de teste ou caixas de teste.

Cliente/ferramenta

Planos de Teste

Conjuntos de Testes

Casos de Teste


Portal web1

✔️ (Cópia)

✔️ (Importação)

Portal web (Grelha)

✔️ (Copiar e colar)

Portal web (Grelha)

✔️ (Copiar e colar)

Formulário de item de trabalho

✔️ (Cópia)

Microsoft Test Manager1
(precotado)

✔️ (Plano clone)

✔️ (Criar cópia)

TCM CLI2

✔️ (Clone)

✔️ (Clone)

REPOUSO API3

✔️ (Clone)

✔️ (Clone)

Nota

  1. Com o lançamento do Azure DevOps Server 2020, o portal web para planos de teste do Azure foi significativamente atualizado. Muitas novas funcionalidades foram adicionadas para suportar cópia, clone, importação e exportação. Para uma visão geral, consulte os Planos de Teste de Navegação.
  2. A ferramenta de linha de comando Test Case Management (TCM) é instalada quando instala o Visual Studio 2017 ou versões anteriores. Exemplos fornecidos neste artigo refletem as opções disponíveis com a versão Visual Studio 2017. Versões anteriores podem suportar menos opções. Para mais detalhes, consulte trabalhar com a ferramenta de linha de comando TCM.
  3. Rest API comandos para apoiar a clonagem de planos de teste e suítes de teste foram adicionados com a versão 5.0, correspondente ao Azure DevOps 2019.
  1. O Microsoft Test Manager (MTM) foi depreciado para uso com a Azure DevOps Services em janeiro de 2020, e não é suportado para Azure DevOps Server versões de 2020 e posteriores. A versão atual dos Planos de Teste do Azure suporta todas as funcionalidades que a MTM apoiou e muito mais.
  2. A ferramenta de linha de comando Test Case Management (TCM) é instalada quando instala o Visual Studio 2017 ou versões anteriores. Exemplos fornecidos neste artigo refletem as opções disponíveis com a versão Visual Studio 2017. Versões anteriores podem suportar menos opções. Para mais detalhes, consulte trabalhar com a ferramenta de linha de comando TCM.

Pré-requisitos

  • Tens de te ligar a um projeto. Se ainda não tem um projeto, crie um.

  • Deve ser adicionado a um projeto. Para ser adicionado, Adicione os utilizadores a um projeto ou equipa.

  • Para visualizar itens de trabalho relacionados com o teste, tem de ter acesso básico ou superior e permissões para ver itens de trabalho no caminho de área correspondente.

  • Para adicionar planos de teste e suítes de teste, caixas de teste manuais, eliminar artefactos de teste e definir configurações de teste , deve ter o nível de acesso Basic + Planos de Teste ou ter uma das seguintes assinaturas do Estúdio Visual:

  • Para adicionar ou editar artefactos relacionados com testes, deve ter as seguintes permissões:

    • Para adicionar ou modificar planos de teste, suítes de teste, casos de teste ou outros tipos de produto de trabalho baseados em testes, tem de ter itens de trabalho de edição neste nó de permissão definidos para permitir ao abrigo do caminho de área correspondente.
    • Para modificar as propriedades do plano de teste, tais como configurações de construção e teste, tem de ter a permissão de gestão dos planos de teste definida para permitir ao abrigo do caminho de área correspondente.
    • Para criar e eliminar suítes de teste, adicionar e remover caixas de teste de suítes de teste, alterar as configurações de teste associadas às suites de teste e modificar uma hierarquia de suíte de teste (mover uma suíte de teste), deve ter a permissão de gestão de suítes de teste definida para Permitir sob o caminho de área correspondente.

Para saber mais, consulte o acesso manual e permissões.

Trabalhar com a ferramenta de linha de comando TCM

Para exercer a ferramenta de linha de comando TCM, deve ter o seguinte no lugar:

  • Instalado Visual Studio 2017 Versão profissional ou anterior. Aceda à TCM a partir da solicitação de comando e dos seguintes diretórios: %programfiles(x86)%\Microsoft Visual Studio\2017\Professional\Common7\IDE
    %programfiles(x86)%\Microsoft Visual Studio\2017\Enterprise\Common7\IDE %programfiles(x86)%\Microsoft Visual Studio 14.0\Common7\IDE

  • Para executar um comando TCM, especifique os /collection parâmetros e /teamproject os parâmetros, e /login se necessário.

    Parâmetro Descrição
    /coleção:CollectionURL Obrigatório. Especifica o URI da coleção de projetos da equipa. O formato para o URI é o seguinte:
    - Para serviços Azure DevOps: http://dev.azure.com/OrganizationName
    - Para Azure DevOps Server: http://ServerName:Port/VirtualDirectoryName/CollectionName. Se não for utilizado nenhum diretório virtual, então o formato para o URI é o seguinte:http://ServerName:Port/CollectionName
    /projeto de equipa:project Obrigatório. O nome do projeto que contém os objetos de teste que pretende clonar ou importar testes automatizados.
    /login:username,[password] Opcional. Especifica o nome e a palavra-passe de um utilizador válido do Azure DevOps e que tem permissões para executar o comando. Utilize esta opção se as suas credenciais do Windows não tiverem as permissões adequadas, ou se estiver a utilizar a autenticação básica, ou se não estiver ligado a um domínio.
  • Você deve ser um membro válido do(s) projeto(s) que pretende aceder e ter as permissões necessárias com base nos comandos que executar. Para saber mais, consulte o acesso manual e permissões.

  • Para clonar ou importar objetos de teste, deve ter-lhe sido concedido os mesmos níveis de acesso necessários para adicionar planos de teste e suítes de teste, conforme descrito nos Pré-requisitos.

Lista de planos de teste ou suítes de teste

É frequente saber o ID atribuído a um plano de teste ou a uma suíte de teste para suportar operações de cópia, clone ou importação.

Pode gerar uma lista de planos de teste, suítes de teste ou outros objetos de teste da página Boards>Queries . Por exemplo, ao definir o Plano de Teste Tipo de Artigo de Trabalho=Plano de Teste, pode listar todos os planos de teste definidos para o projeto da equipa. Se escolher a consulta em todos os projetos , a consulta listará todos os planos de teste definidos para todos os projetos. Para saber mais sobre a definição de consultas, consulte Definir uma consulta de artigo de trabalho.

Dica

Enquanto os planos de teste, as suítes de teste e os casos de teste estão relacionados entre si, não é possível ver as relações através de uma consulta de produto de trabalho. Os tipos de ligação não são usados para ligar planos de teste, suítes de teste e casos de teste. Apenas os passos partilhados e os parâmetros partilhados estão ligados a casos de teste. Além disso, os casos de teste estão ligados a histórias de utilizador ou outros itens de trabalho que testam.

Screenshot de Editor do Power Query, planos de teste de consulta.

Planos de teste de cópia ou clone

Recomendamos a criação de um novo plano de teste por sprint ou lançamento. Ao fazê-lo, geralmente pode clonar o plano de teste para o ciclo anterior e, com poucas alterações, o plano de teste copiado está pronto para o novo ciclo.

A clonagem é útil quando se pretende ramificar a sua aplicação em duas versões. Após a clonagem, os testes para as duas versões podem ser alterados sem afetarem-se mutuamente.

Imagem conceptual, plano de teste de clone.

Nota

Se é novo a usar planos de teste do Azure, reveja os Planos de Teste de Navegação para entender como usar a interface do utilizador para aceder a funções selecionadas.

  1. Planos de>teste abertos planos de teste e escolha o plano de teste que deseja copiar da página Mina ou All. Selecione Mais ações e escolha a opção do menu do plano de teste Copy . Esta opção permite-lhe copiar ou clonar planos de teste dentro de um projeto.

    Menu de plano de teste Mais ações, opção de plano de teste de cópia.

  2. Especifique o nome do novo plano de teste e selecione um Caminho de Área e Caminho de Iteração para o plano.

    Diálogo do plano de teste de cópia

    Escolha um ou outro botões de rádio com base nas seguintes orientações:

    • Casos de teste de referência: Escolha esta opção quando pretender fundir os dois ramos eventualmente. Neste caso, irá querer manter os mesmos requisitos para funcionalidades que já foram implementadas e testadas.
    • Duplicar os casos de teste existentes: Escolha esta opção quando pretender fazer novas histórias ou requisitos de utilizador que irá manter separadamente. Se pretende divergir em duas aplicações similares, mas separadas, talvez queira alterar as histórias de um utilizador sem alterar as histórias da outra. A escolha desta opção cria um conjunto independente de requisitos para os novos casos de teste.

    Se duplicar os casos de teste existentes, os casos de teste copiados serão atribuídos ao Caminho de Área e à Iteração especificado para o plano de teste clonado.

    Para saber mais sobre os caminhos de área e iteração, consulte sobre os caminhos de área e iteração (sprint).

  3. A página atualiza para exibir o plano de teste recentemente copiado.

    Plano de teste copiado, vista do navegador

  4. Atualize quaisquer suítes baseadas em consultas que copiou para usar a nova área e caminhos de iteração.

  5. Especifique uma construção no plano de teste de destino se tiver casos de teste automatizados clonados.

Nota

Esta funcionalidade não é suportada através do portal web para Azure DevOps Server versões anteriores de 2019. A funcionalidade para copiar planos de teste requer Azure DevOps Server versão posterior para 2020.

Suítes de ensaio de importação ou clone

Quando está a criar o plano de teste para um novo sprint, muitas vezes pretende repetir alguns dos testes dos sprints anteriores, para ter a certeza de que a funcionalidade que já implementou ainda funciona.

Imagem conceptual, copiar suítes de teste.

Tenha em atenção o seguinte:

  • Quando importa (Web) ou clone (TCM) uma suíte de teste para um novo projeto, a nova suíte conterá cópias de todos os casos de teste na suite de origem. No entanto, não retém quaisquer dados históricos como os testes anteriores, bugs relacionados, resultados antigos.
  • Os passos partilhados referenciados pelos casos de teste são também clonados e criados no projeto de destino.
  • Não se pode clonar casos de teste de e para o mesmo plano de teste, mesmo numa suite diferente. Para realizar este cenário, você deve primeiro mover os casos de teste para um plano de teste diferente e temporário. Em seguida, utilize o plano de ensaio temporário como plano de origem e clone os casos de teste de volta ao plano de teste de origem, colocando a identificação no local do plano de teste de destino. Os passos partilhados presentes nos casos de teste também serão duplicados neste processo.

Pode utilizar a interface do utilizador para importar uma suíte de teste de um plano de teste, dentro do mesmo ou diferente projeto, para outro plano de teste no projeto atual. Esta ação essencialmente copia ou clona a suíte de teste, criando uma nova suíte de teste e duplicando quaisquer suítes de sub-teste. Os casos de ensaio referenciados pelas suítes de ensaio não são duplicados, mas referenciados pelas suítes de ensaio clonadas.

Você pode usar tcm suites /list para listar todas as suítes de teste definidas para um projeto.

Para utilizar os mesmos casos de teste em diferentes suítes e planos, copiar e colar caixas de teste utilizando a vista Grid . Para saber mais, consulte (XLink a ser fornecido)

  1. Planos de>teste planos abertos planos e escolha o plano de teste onde pretende importar uma suíte de teste da página Mine ou All. Selecione Mais ações e escolha a opção do menu do plano de teste Copy . Esta opção permite-lhe copiar ou clonar planos de teste dentro de um projeto.

    Menu De Teste Suite Mais Ações, Opção de suítes de teste de importação.

  2. No diálogo que abre, escolha o projeto se o plano de teste residir num projeto diferente. Caso contrário, selecione o plano de teste e a suíte de teste e, em seguida, escolha Criar. Só se pode importar uma suite de um plano de teste de cada vez.

    Suítes de importação de um diálogo do Plano de Ensaio

  3. Será apresentada a seguinte mensagem:

    As suítes de importação iniciaram a mensagem.

  4. Quando a operação de importação terminar, verá a seguinte mensagem. Escolha Refresh para refrescar o seu navegador.

    As suítes de importação completam a mensagem.

    A nova suíte de teste, em seguida, exibe.

    Suíte de teste importada exibida.

Nota

Esta funcionalidade não é suportada através do portal web para Azure DevOps Server versões anteriores de 2019. A funcionalidade de importação de suítes de teste requer Azure DevOps Server versão posterior para 2020.

Ou casos de teste de cópia

A partir do portal web, pode copiar casos de teste de dentro de um projeto ou de outro projeto para uma suíte de teste, ou pode usar a vista Grid para copiar e colar caixas de teste de uma suite para outra. Opcionalmente, pode importar e exportar casos de testes em massa.

Dica

Não copie casos de teste quando o que realmente quer fazer é testar com diferentes configurações ou dados diferentes.

Pode copiar casos de teste de dentro de um projeto ou outro projeto na organização ou recolha para um plano de teste designado e suíte de teste. Ao mesmo tempo, pode copiar opcionalmente todos os links e anexos.

  1. Planos de>teste abertos Planos de ensaio, escolha o Plano de Teste que contém a caixa de teste que pretende copiar da página Mina ou All. Em seguida, escolha a Suíte de Teste que contém a caixa de teste que pretende copiar. Na página Defini , selecione a caixa de verificação para todos os casos de teste que pretende copiar.

  2. Escolha Mais ações e escolha a opção menu de caso de teste copiar .

    Teste Casos Mais Ações menu, opção de teste de cópia.

  3. A partir do diálogo de teste de copiar , escolha o Projeto se copiar casos de teste de um projeto diferente. Em seguida, selecione o plano de teste e a suíte de teste para copiar os casos de teste para.

    Diálogo de casos de teste de cópia

    Selecione opcionalmente as caixas de verificação para incluir links existentes e incluir os anexos existentes. Quando terminar, escolha Criar.

    Dependendo do número e da complexidade dos casos de teste selecionados, a operação de cópia será realizada em segundo plano. Uma vez concluída, receberá uma mensagem que a operação terminou e uma ligação à suíte de teste onde os casos de teste foram copiados.

Fotocopiar e colar estojos de ensaio (vista para grelha)

Você copia e colou caixas de teste para usar os mesmos testes em diferentes suítes e planos. Por exemplo, você pode ter uma suíte de teste que usa um subconjunto dos testes definidos em uma suíte de teste mais exaustiva. A visão De Defini>Grid suporta casos de teste de edição, bem como caixas de teste de cópia e colagem em diferentes suítes de teste. Para editar casos de teste, consulte Criar casos de teste, Utilize a visão grid para editar casos de teste.

Dica

Não copie casos de teste quando o que realmente quer fazer é testar com diferentes configurações ou dados diferentes.

A partir dos navegadores Internet Explorer, Edge ou Chrome, pode copiar casos de teste a partir da vista Grid para um plano de teste e suíte de teste para outro plano de teste e suíte de teste.

  1. Na página de planos>de teste , escolha o conjunto de testes que contém a caixa de teste que pretende copiar. Dentro do separador Definir , escolha a vista 'Grelha '.

  2. Realce as linhas que pretende copiar e, em seguida, introduza CTRL+C.

    Copiar os casos de teste a partir da vista grid.

  3. Selecione uma suíte de teste diferente do mesmo plano ou diferente e cole com CTRL+V. Se não selecionar uma suite diferente, nada acontece quando se cola, porque cada suite só pode ter uma referência a qualquer caso de teste.

  4. Escolha Guardar os casos de teste.

    Os novos casos de teste são guardados com novas identificações atribuídas.

    Casos de teste guardados colados à vista grid.

Casos de importação ou de ensaio de exportação a granel

A partir do portal web, você pode realizar uma importação a granel ou exportar caixas de teste de/para uma suíte de teste. Os casos de teste são definidos num ficheiro de valores separados por vírgula (CSV).

Casos de ensaio de exportação

  1. Na página de planos>de teste , escolha o plano de teste com a suíte de teste contendo os casos de teste que pretende exportar.

  2. Opcional. Escolha as opções de Coluna para adicionar campos para incluir no ficheiro de descarregamento.

  3. Para exportar todos os casos de teste para a suíte de ensaio, escolha os casos de ensaio de exportação para CSV.

    Screenshot das caixas de teste de exportação da suíte de teste selecionada.

    Para exportar um subconjunto de caixas de ensaio para o conjunto de ensaios, selecione os casos de ensaio para exportar, escolha Mais opções e selecione a caixa de ensaio de exportação para cSV.

    Screenshot de casos de teste selecionados, casos de teste de exportação para CSV.

  4. O ficheiro CSV exportado aparece na sua pasta Downloads .

Casos de ensaio de importação

  1. Na página de planos de teste,> escolha o plano de teste com a suíte de teste na qual pretende importar casos de teste.

    Screenshot dos casos de teste de importação para a suíte de teste selecionada.

  2. Escolha o ficheiro para importar do diálogo que abre e, em seguida, escolha Importar.

    Diálogo de casos de teste de importação.

  3. Escolha Confirmar no diálogo de importação de confirmação que exibe. Se especificar os casos de teste que já estão definidos na suíte de teste, alguns elementos podem ser sobressaídos durante a importação.

Importação de casos de ensaio automatizados (TCM)

Para importar caixas de teste automatizadas para uma suíte de teste, utilize tcm testcase /import. Tem de especificar um ficheiro .dll para o conjunto de testes que contém os seus testes.

tcm testcase /import /collection:teamprojectcollectionurl /teamproject:project
             /storage:path
             [/maxpriority:priority]
             [/minpriority:priority]
             [/category:filter]
             [/syncsuite:id [/include]]
             [/login:username,[password]]
Parâmetro Descrição
/armazenamento:path Especifica o caminho e o nome do conjunto de testes que contém os seus testes automatizados que pretende importar.
/máximaprioridade:priority Opcional. Especifica quais os ensaios a importar com base na prioridade máxima do método de ensaio. Por exemplo, se o parâmetro for /maxpriority:1, apenas os ensaios com um atributo prioritário para o método de ensaio inferiores ou iguais a 1 são importados como casos de ensaio da montagem.
/minprioridade:priority Opcional. Especifica quais os ensaios a importar com base na prioridade mínima do método de ensaio. Por exemplo, se o parâmetro for /minpriority:2, apenas os ensaios com um atributo prioritário para o método de ensaio igual ou superior a 2 são importados como casos de ensaio da montagem.
/categoria:filter Opcional. Especifica quais os ensaios a importar com base na categoria de cada método de ensaio no conjunto de ensaios. Pode utilizar este parâmetro juntamente com /syncsuite a importação de testes com uma determinada categoria numa suíte de ensaio específica.
Para obter mais informações sobre as categorias de teste, consulte os testes de unidade de execução com o Test Explorer.
/sincronização:id Opcional. Especifica o ID da suite para a suíte de teste no seu plano de teste ao qual pretende adicionar os casos de teste que importa. Esta suíte não pode ser uma suíte dinâmica ou uma suíte baseada em consultas. Se especificar uma suíte de teste para sincronizar para atualizar os testes que já foram adicionados, os testes que não são importados são removidos da suite de teste, mas não do próprio plano de teste.

Para obter descrições de , e parâmetros, consulte Trabalhar com a ferramenta de linha de comando TCM./login/teamproject/collection

Passo seguinte

APIs REST

Pode copiar e clonar planos de teste e suítes de teste utilizando as seguintes APIs REST.