Como é que as aplicações suportam o Azure Rights Management

Carol Bailey
Contribuidores

Aplica-se a: Azure Rights Management, Office 365

Utilize as informações que se seguem para compreender melhor como as aplicações de utilizador final (como as aplicações do Office, Word, Excel, PowerPoint e Outlook) e serviços (como o Exchange e o SharePoint) utilizados mais frequentemente podem utilizar o Microsoft Azure Rights Management para ajudar a proteger dados da sua organização.

Nota

Para verificar as aplicações e versões que o Azure Rights Management (Azure RMS) suporta, consulte Requisitos do Azure Rights Management.

Em certos casos, a proteção de informações é aplicada automaticamente, de acordo com as políticas que configurar. Por exemplo, é este o caso com bibliotecas do SharePoint, ficheiros classificados e regras de transporte do Exchange. Noutros casos, os utilizadores têm de aplicar proteção de informações por si próprios nas respetivas aplicações, seja ao selecionar um modelo ou ao selecionar opções específicas. Por exemplo, é este o caso quando os utilizadores partilham um ficheiro por e-mail ou protegem um ficheiro no local ao restringir o acesso ou a utilização a utilizadores selecionados ou a utilizadores fora da organização.

Os modelos fazem com que seja mais fácil para os utilizadores (e administradores que configuram políticas) aplicar o nível correto de proteção e restringir o acesso a pessoas dentro da sua organização. Embora o Azure Rights Management inclua dois modelos predefinidos, é provável que pretenda criar modelos personalizados para reduzir as vezes em que é necessário especificar opções individuais. Para mais informações, consulte Configurar modelos personalizados para o Azure Rights Management.

Para os casos em que os utilizadores têm de aplicar a proteção de informações por si próprios, certifique-se de que lhes faculta instruções e orientações sobre como e quando devem efetuá-la. As instruções devem ser específicas da aplicação e das versões que utilizarem e de como as utilizam, e a orientação para quando e como a proteção de informações deve ser aplicada adequadamente na sua empresa. Para mais informações, consulte Ajudar os utilizadores a proteger ficheiros ao utilizar o Azure Rights Management.

Para obter informações acerca de como configurar estas aplicações para o Azure RMS, consulte Configurar aplicações para o Azure Rights Management.

Sugestão

Para obter exemplos e capturas de ecrã das aplicações a utilizar o Azure RMS, consulte O Azure RMS em ação: conteúdo visto pelos administradores e utilizadores.

Os serviços de pesquisa podem ser integrados no Rights Management de diferentes formas. Por exemplo:

  • O Exchange Online e o Exchange Server utilizam a indexação do lado do serviço para que os e-mails protegidos por RMS de um utilizador sejam apresentados automaticamente nos respetivos resultados de pesquisa.

  • O SharePoint Online e o SharePoint Server aplicam a proteção RMS aos ficheiros apenas durante a transferência, o que significa que a indexação e os resultados da pesquisa no SharePoint não são afetados por esta solução de proteção de documentos. No entanto, se tiver um documento que pretende armazenar no SharePoint e não deva ser devolvido nos resultados da pesquisa, proteja o ficheiro por RMS antes de o carregar para o SharePoint.

  • A pesquisa do ambiente de trabalho do Windows utiliza um índice partilhado entre os diferentes utilizadores do dispositivo, pelo que, para manter a segurança dos dados nos documentos protegidos, não indexa os ficheiros protegidos por RMS. Isto significa que, apesar de os resultados da pesquisa não incluírem ficheiros que tenha protegido, pode ter a certeza de que os ficheiros com dados confidenciais não serão apresentados nos resultados da pesquisa para outros utilizadores que possam iniciar sessão ou ligar-se ao seu PC.

Passos seguintes

Saiba mais acerca de como cada um dos seguintes suporta o Azure RMS: