O conteúdo assinado por SHA-1 será retirado

Publicado originalmente: 10 de agosto de 2020

Aceda aqui para procurar o ciclo de vida do seu produto.

Como anunciado anteriormente, a Microsoft já não utiliza o Secure Hash Algorithm (SHA)-1 para autenticar atualizações devido às fraquezas no algoritmo.

Para os clientes ainda dependentes do SHA-1, a Microsoft recomenda mudar para alternativas de autenticação mais fortes, como o SHA-2.

Como passo seguinte, a Microsoft está a remover conteúdo assinado por SHA-1 do  Centro de Transferências da Microsoft.

A 3 de agosto de 2020, o conteúdo do Windows assinado por SHA-1 foi retirado. Aceda aqui para obter mais informações.

Iremos continuar a atualizar este artigo com remoções adicionais, consoante estas forem anunciadas.